WhatsApp bane 256 contas de disparos em massa sobre eleições

WhatsApp bane 256 contas de disparos em massa sobre eleições
Foto: Antonbe/Pixabay

O WhatsApp informou ao Tribunal Superior Eleitoral que baniu 256 contas que faziam disparos em massa e automatizados de mensagens relacionadas às eleições deste ano.

Neste ano, a Corte firmou uma parceria com o aplicativo para que os próprios usuários denunciem recebimento de mensagens ligadas à disputa e oriundas de números desconhecidos, com texto genérico não direcionada ao destinatário ou enviadas para vários grupos ou pessoas.

De 27 de setembro a 26 de outubro, o TSE recebeu 1.020 denúncias com essas características, repassadas ao WhatsApp. O aplicativo identificou 720 contas denunciadas.

Apenas 256 foram banidas, até o momento, porque ficou provado que eram usadas praticamente só para disparos em massa e automatizados. Em geral, são contas de empresas especializadas nesse tipo de serviço, que é ilegal na campanha eleitoral, e não de usuários comuns.

A parceria do TSE com o WhatsApp não analisa o conteúdo nem rastreia a origem das mensagens, apenas o comportamento das contas, com o objetivo de combater a disseminação de fake news.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO