Witzel ataca procuradora Lindôra Araújo: 'Estou incomodando prendendo milicianos?'

Witzel ataca procuradora Lindôra Araújo: Estou incomodando prendendo milicianos?
Foto: Reprodução/CNN

O governador do Rio, Wilson Witzel, afastado do cargo hoje por decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ, disse que está sendo vítima da procuradora Lindôra Maria de Araújo, “que se especializou em perseguir governadores e desestabilizar os estados com investigações rasas”.

“Assim como outros governadores, estou sendo vítima de um possível uso político da instituição”, disse Witzel em pronunciamento hoje. Segundo ele, Lindôra tem ligação sabida com a família Bolsonaro e o presidente “já disse que quer o Rio de Janeiro”.

O afastamento vale por 180 dias. “Por que 180 dias? Por que em dezembro tenho que escolher um novo procurador-geral??, insinuou.

“Estou incomodando prendendo milicianos? Prendendo o tráfico de drogas? Polícia Civil e Ministério Público estão investigando e não vão parar”, declarou.

Leia mais: 'Crusoé' revelou pagamentos da JBS ao advogado de Bolsonaro e a participação do presidente em operação em favor do grupo dos irmãos Joesley e Wesley Batista. E os repórteres seguem investigando
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 10 comentários
TOPO