Witzel desiste de fazer sua defesa pessoalmente

Witzel desiste de fazer sua defesa pessoalmente
Foto: Reprodução/CNN

Presença esperada no plenário da Alerj na tarde desta quarta (23), Wilson Witzel desistiu de fazer sua defesa presencialmente no plenário, que vota hoje a abertura de impeachment contra o governador afastado.

A decisão foi anunciada de última hora, quando seguranças da Assembleia já aguardavam a chegada do ex-juiz ao Palácio Tiradentes.

O governador afastado fará a defesa por meio de videoconferência. Aliados de Witzel chegaram a aconselhá-lo a gravar o discurso, mas ele insistia em ir à Alerj para defender-se.

Oficialmente, Witzel atribui à pandemia a sua ausência na Assembleia. Deputados, porém, dizem que a defesa por videoconferência é uma forma de o governador não presenciar a “derrota esmagadora” no plenário da Alerj.

O governador afastado terá uma hora para fazer a sua defesa na sessão que pode decretar a abertura do processo de impeachment.

O Antagonista apurou que Witzel pretende falar sobre sua história e apelar à carreira como juiz para argumentar que não cometeu os crimes de responsabilidade pelos quais é acusado.

Leia mais: Damares vice de Bolsonaro em 2022?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO