Witzel e a ‘farra dos juízes’

Foto: Reprodução

Wilson Witzel, que disputa com Eduardo Paes o segundo turno na eleição para governador do Rio, foi um dos organizadores de evento em 2010 que ficou conhecido como “farra dos juízes federais”, relata a Folha.

Segundo o jornal, o evento num resort de luxo de Comandatuba, no sul da Bahia, foi patrocinado por estatais como Caixa, Banco do Brasil e Eletrobras, além de empresas privadas como Souza Cruz.

O resort cobrava diárias de R$ 900 a R$ 4.000, e cada juiz pagou R$ 750 para participar dos quatro dias do encontro para 700 pessoas. Na ocasião, Caixa e BB investiram R$ 380 mil.

Parte da magistratura criticou a iniciativa por entender que o evento subsidiado poderia pôr em risco a autonomia de futuras decisões e ferir a Emenda Constitucional nº 45, que veda aos juízes auxílios ou contribuições de pessoas físicas ou de empresas.

Witzel esteve envolvido na organização quando integrava a diretoria da Ajufe, a associação dos juízes federais, e afirmou que o encontro foi o “melhor evento da história” da associação.

Procurado pela Folha, o candidato do PSC não respondeu.

Em um cenário de incerteza, você precisa de um guia. Ao invés disso, estão escondendo a verdade de você. Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. o que tem que ser feito é mudar essas leis malignas que distribuem privilégios aos servidores públicos nos 3 poderes. critica os caras por receberem o que a lei lhes faculta é hipocrisia

Ler mais 83 comentários
  1. o que tem que ser feito é mudar essas leis malignas que distribuem privilégios aos servidores públicos nos 3 poderes. critica os caras por receberem o que a lei lhes faculta é hipocrisia

  2. o que me impressiona é a hipocrisia dos comentaristas que metem o pau nele. se estivessem lá fariam a mesma coisa. duvido que a maioria iria abrir mão de 1 centavo se quer. direito é direito.

  3. Uma coisa é certa….não quer dizer que é ex-juiz que dá total isenção ao ser. O que mais existe nesse País são juízes incapazes, gulosos e ávidos pelo acúmulo de gratificações e benefí

  4. Cadê a “fala registrada em vídeo” que foi “deletado” do YouTube. Oi? Cadê? Ou seja, não mostra a fonte primária da informação. Não há portanto qualquer evidência a respeito do alegado ne

  5. Uai, alguma novidade? Agora, O Antagonista poderia nos mostrar quais as propostas do Bolsomito para acabar com as farras salariais e previdenciárias de juízes, MP, TRJ, militares, TC, etc. Ok?

  6. Acredito que o juiz vai poder se explicar sobre essa acusação.Não creio que em plena campanha um candidato vai se comprometer desse jeito.É claro que deve haver um explicação lógica para isso.

  7. Não confio nesse cara. Quando ele disse que iria prender o adversário no debate eu me dei conta do tipo que ele é, o clássico juizeco cujo cargo subiu à cabeça e vive de auxílios e subsídios i

  8. Não estou entendendo nada! Todo dia vejo aqui notícias minando a campanha do Witzel e não leio uma linha sobre o Eduardo Paes. Será que O Antagonista está a favor do amigo do Lula? Parece q sim!

  9. Cariocas estão de quatro mesmo, se correr o Dudu pega e se ficar o Wtzel come, melhor é votar nulo , já basta o prefeito fantasma que tem a capital. O W é uma decepção mesmo larga mão desse mal

    1. Dessa troca de favores, podem ter saído inúmeras decisões judiciais imparciais que lesaram cidadãos e empresas em seus direitos. Não tem nada de menor grau de gravidade não, meu caro. Nunca.

  10. Parece q/a Folha está fechada c/todos os traficantes, assaltantes e demais criminosos do R.Janeiro. Ela quer, de qualquer forma, colocar um governador fraco naquele Estado. Cuidado povo do Rio.

    1. Eu também, meu caro. Na verdade, Bolsonaro nem era meu candidato. Meu candidato era Amoêdo . Mas como sou antipetista vou teclar 17 na urna, e depois desinfetar minha mão.

    2. É isso. Só há 1 a 3 razões para defender o sistema criminoso de poder tucanalha-petralha: ladrão de dinheiro público; vendido; idiota útil do marxismo gramsciano. Qual é o se caso, Marcelo?

  11. O segundo turno do Rio está igualzinho ao do Brasil: “Ladrões amigos de empreiteiros” x “Chupinhas do estado legais mas imorais”. Vamos no menos pior, e esperamos que 2022 possamos escolher melh

    1. Aliás, nunca votei no PT nem no PSDB num primeiro turno na vida, exceto eleições municipais, por falta de opção. Não sabia que o site era um clube fechado de direitistas conservadores… foi mal

    2. Mas insisto: antes os apropriadores de dinheiro público de forma legal mas imoral do que os apropriadores de dinheiro público de forma ilegal. Mas nas próximas vamos votar melhor, por favor…

    3. Olha… contratar empregado para a Câmara dos deputados para vigiar sítio e vender Açaí? Acumular auxilios e imóveis? Desculpa, não é imoral mesmo… Meu senso de imoralidade deve estar quebrad

    4. Quem é imoral amigo? Os de DDIREITA que se posicionam contra o PT? Sinto cheiro de Tucano com problemas de memoria….

  12. A folha tem muita credibilidade nas suas matérias fake news. Se a folha ta contra o juiz ,mais uma razao para os cariocas votarem nele. Antes ele q os corruptos da ORCRIM q dilapidaram o RJ

  13. Parabéns aos Antagonistas, que reproduzem a Folha: Mais e mais pessoas irão votar no Wilson Witzel por ser juiz federal e NÃO CORRUPTO E POLÍTICO DE CARREIRA! O CARIOCA DIZ NÃO AO AMIGO DO CABRAL

    1. Muito bem colocado. Aliás o LIDE é do Dória, com muita divulgação pela Jovem Pan. A próxima cúpula será em Cuzco.

  14. Depois de reformulada a política, inclusive com a eleição desse Witzel, a justiça deverá ser atacada em seus privilégios e desvios. É o clamor democrático, mais republicanismo em todas instit

    1. Esta Santa Tereza dos Andes é bem fora da casinha. Deveria fazer um retiro espiritual no deserto de Atacama e no salar de Uyuni…

  15. Bom, o governo da época era o PT. Agora, se a Folha apóia o Paes, eu votaria contra a Folha, pois eles são a Assessoria de Comunicações dos Corruptos da Esquerda do Brasil! Tudo, menos corrupto!