Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O choro de Zambelli

Em um vídeo postado nas redes sociais, Carla Zambelli criticou a decisão do STF de quebrar seus sigilos bancário e fiscal — no âmbito do inquérito que apura a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

“Você faz tudo certinho e por causa de um cara que não vai com a tua cara… E por que ele não vai com a tua cara? Porque você está chamando atenção demais, porque você fala demais”, afirmou a deputada, em lágrimas.

“Quem deveria ter quebra de sigilo bancário são uns 300 deputados. Pelo menos uns 300. Eu não estou chorando de tristeza. Estou chorando de raiva. Porque entrei nessa vida política para desmascarar os corruptos, não ser confundida com eles.”

No vídeo, Zambelli diz que está sendo perseguida por criticar ministros do STF e se posicionar a favor da Lava Jato.

“Uma das coisas do inquérito é isso, eu pegando o microfone na frente do STF e dizendo: ‘ministros, se vocês acabarem com a Lava Jato, a gente vai entrar com impeachment de cada um de vocês e a gente vai derrubar cada um de vocês’. Esse é o motivo do inquérito das fake news. Sou eu, discursando em frente ao STF, dizendo algo que legitimamente a gente pode fazer, que é o impeachment dos ministros do STF, que querem acabar com a Lava Jato. A Lava Jato. Do [Sergio] Moro. Eles não vão nos calar”, diz a parlamentar.

Ela afirmou ainda:

“Tem um detalhe, Alexandre de Moraes. Quanto mais você achar que, batendo, você vai nos calar, mais eu vou ver motivos para contar quem são vocês. E não é na base da ameaça.”

Assista:

Leia mais: Sergio Moro estreia como colunista exclusivo da 'Crusoé'. Clique e saiba mais
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO