ACESSE

Zanin deu mais um empurrãozinho em Lula

Telegram

No habeas corpus preventivo que impetrou mais cedo no STJ – e que foi negado há pouco pelo ministro Humberto Martins -, o advogado Cristiano Zanin juntou decisão do STF que contraria sua própria tese.

Zanin alegou que a execução provisória da pena violaria a presunção de inocência, mas admitiu a “possibilidade” da prisão. E lançou mão do julgamento de um HC que foi rejeitado, justamente pelo entendimento de que a prisão “não compromete” o princípio constitucional.

Ou o advogado de Lula é um agente da CIA infiltrado ou não conseguiu encontrar jurisprudência para defender seu cliente.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 155 comentários