Zelotes chegará ao Congresso

O auditor fiscal Gerson Schaan, representante da Receita na Operação Zelotes, disse ao Estadão que a propina para a aprovação das MPs que beneficiaram a indústria automotiva “pode ter chegado a parlamentares”. “Temos o rastro financeiro, a análise dos documentos apreendidos e isso vai ajudar a fechar o cerco”, diz. Segundo ele, “há provas consolidadas”.

“Na cadeia do trâmite da MP tem várias reuniões, com várias autoridades, muitas trataram do assunto de forma inocente, porque havia justificativa técnica razoável. Mas nem todas. Estamos atrás dos pagamentos para determinadas pessoas, seguindo o caminho do dinheiro para saber os reais beneficiários.”

Um e-mail apreendido pela PF mostra o advogado José Ricardo da Silva, sócio de APS, orientando Eduardo Valadão, também investigado, a pedir “paciência” aos congressistas. “É importante que eles entendam que não é conveniente que os acertos sejam feitos sempre de imediato. As receitas e as retiradas devem obedecer a um fluxo normal, pertinente com as atividades do escritório. Se não for assim, as prestações de serviços serão de difícil justificativa, entende?”

Um dos investigados pela Zelotes é Fernando César Mesquita, ligado a José Sarney. Outro que também foi alvo de busca e apreensão foi Halysson Carvalho Silva, suplente de deputado pelo PMDB do Piauí.

Faça o primeiro comentário