Ailton Benedito: “Não tenho interesse em ocupar o cargo de PGR”

Ailton Benedito é procurador-chefe do Ministério Público Federal em Goiás.

Com forte presença nas redes sociais, costuma emitir opiniões que se contrapõem às da ala progressista do MPF.

Quando Jair Bolsonaro aventou a hipótese de nomear um evangélico para a PGR, houve quem interpretasse que Benedito seria essa pessoa. Mas, apesar de se guiar pelos “valores inquebrantáveis de fé em Deus“, o procurador da República tem um perfil um pouco distinto – um pouco.

Com exclusividade para O Comentarista, falou sobre esses e outras temas recentes.

O COMENTARISTA – Em Goiás, o MPF recomendou ao MEC a criação de um canal para denúncias de atos político-partidários em instituições públicas de ensino. Você teme que esta solução politize ainda mais o ambiente acadêmico, rendendo confrontos entre militantes de ideais distintos? E, uma vez feita a denúncia, que tipo de atitude deve ser tomada pelo MEC?

AILTON BENEDITO – A recomendação do MPF em Goiás ao MEC se baseia na Constituição, que garante o direito de petição a qualquer cidadão em face do Poder Público para a defesa de direito e notícia de abuso, com vistas à preservação de direitos fundamentais e à regularidade dos serviços prestados pela Administração Pública.

Não acredito que o cumprimento da recomendação implicará confrontos entre militantes ideológicos distintos. Ao contrário, a instituição de canais de recebimento de notícia de atos político-partidários em escolas e universidades permitirá a atuação do MEC, das Secretarias estaduais e municipais de educação, com a finalidade de inibir e punir tais práticas, que, frise-se, são inconstitucionais e ilegais, e prejudicam o exercício do magistério pelos professores e dos estudos pelos alunos.

O Ministério Público Pró-Sociedade se descreve como uma “associação de membros do MP com perfil conservador”. É nítido que tenta se opor a organizações semelhantes que se guiam por ideais progressistas. Mas essa disputa não pode prejudicar o caráter técnico do trabalho, algo vital para bons resultados nas instâncias superiores?

Confira na íntegra em O Antagonista+

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Kalá disse:

    UGFyZWNlIGV4Y2VsZW50ZS4gIE5hIC4uLiBtaW5oYSBsaXN0YSB0cu1wbGljZSwgSnVsaW8gTWFyY2VsbyBPbGl2ZWlyYSwgZXN0ZSBlIC0gc2VpIGzhIG8gcXVlIGZvaSBhcXVlbGEgY29pc2EgZGUgdXNhciBmdW5kbyBkZSBkb2lzIGJpIGUgbWVpbyBubyBjb21iYXRlIGEgY29ycnVw5+NvIC0gRGFsbGFnbm9sLiAg

Ler comentários
  1. Ataíde disse:

    VGVtIG8gbWV1IHRvdGFsIGFwb2lvLiDNbnRlZ3JvLCBpbnRlbGlnZW50ZSwgY29lcmVudGUgZSBob25lc3RvLiA=

  2. Mauro.SP disse:

    SW50ZXJlc3NhbnRlLCBtYXMgbyBwcvN4aW1vIFBHUiBzZXLhIG8gaW5kaWNhZG8gcGVsbyBNaW4uIFNlcmdpbyBNb3JvLiA=

  3. ANTONIO disse:

    RXUgc2VtcHJlIGRlZmVuZGkgbyBub21lIGRlIEFpbHRvbiBwYXJhIGEgUEdSLiBTZXJpYSB1bSBub21lIHZlcmRhZGVpcmFtZW50ZSBjb25zZXJ2YWRvciwgcmFjaW9uYWwsIHBhcmEgb2N1cGFyIHVtIGNhcmdvIGRlIHRhbWFuaGEgcmVzcG9uc2FiaWxpZGFkZS4gRG9kZ2UgZm9pIGVzY29saGlkYSBwb3IgVGVtZXIgbuNvIGZvaSDgIHRvYS4=

  4. julio disse:

    TuNvIHNlcuEsIG1hcyBu428gZXhpc3RlIG1lbGhvciBxdWUgRGFsYWdub2wuIEVsZSBzZSBtb3N0cm91IHZvcmF6IGNvbnRyYSBhIGNvcnJ1cOfjbywgdGFudG8gcXVlIOkgb2RpYWRvIG5vIG1laW8gcG9s7XRpY28u

  5. Claudia disse:

    RXUgY3JlaW8gcXVlIG8gbWVsaG9yLCBuZXNzZSBtb21lbnRvLCBzZXJpYSBub21lYXIgRGFsbGFnbm9sLiBNYXRhbS1zZSB0cmVzIGNvZWxob3MgY29tIHVtYSBjYWphZGFkYSBzby4gIE8gUHJlc2lkZW50ZSBjb2xvY2EgdW0gZXZhbmdlbGljbywgIGVtcG9kZXJhIGEgbGF2YS1qYXRvIGUgYXNzZWd1cmEgdW1hIFBHUiBhbnRpLSBjb3JydXBjYW8h

  6. MPB disse:

    ZWxlIG4gdmFpIGFjZWl0YXIgbm9tZWHn428gcGFyYSBQR1IgbiBwcSBuIHF1ZWlyYSwgdG9kb3MgZWxlcyBxdWVyZW0gKGJvbSBwcm8gaGlzdG9yaWNvLCBnYW5oYSBtYWlzLCB0ZW0gbWFpcyBwb2RlciBldGMuKSwgbWFzIHBxIGlhIGluZGlzcPQtbG8gY29tIHNldXMgY29sZWdhcyBxIGRlZmVuZGVtIGxpc3RhIHRyaXBsaWNl

    1. T3MgcXVlIGRlZmVuZGVtIGVzdOEgY29pc2EgZGUgbGlzdGEgc+NvIHRvZG9zIGVzcXVlcmRpc3RhcyBpc3RvIGZvaSBjcmlhZG8gbm8gR292ZXJubyBQVCBlIG7jbyB0ZW0gZW1iYXNhbWVudG8gbmVuaHVtIG5hIENGLCBhIEVzY29saGEgZG8gUEdSIOkgcHJlcnJvZ2F0aXZhIGRvIFByZXNpZGVudGUgcXVlIHBvZGUgZXNjb2xoZXIgcW0gcXVpcw==