A ESTRATÉGIA DO CENTRÃO PARA IMPEDIR A REELEIÇÃO DE BOLSONARO

Caro leitor,

Está sendo costurado nos corredores do Congresso Nacional um plano que tem como objetivo enfraquecer Jair Bolsonaro.

A mais nova estratégia foi revelada pelo deputado Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força.

Ele é presidente nacional do Solidariedade e uma das principais lideranças da Força Sindical.

Também é um dos integrantes mais influentes do chamado Centrão.

A Força Sindical participou de um evento que reuniu no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, as maiores centrais sindicais do país por ocasião do de Maio — inclusive a CUT, historicamente ligada ao PT.

O encontro se tornou uma tentativa de união das oposições e, claro, um ato político contra o governo Bolsonaro.

Além de Paulinho, estiveram no evento nomes como Fernando Haddad e Guilherme Boulos, ambos candidatos derrotados à Presidência em 2018.

Paulinho da Força revelou a estratégia que pretende adotar em relação à proposta de reforma da Previdência.

Veja o que ele disse:

“O que estamos discutindo dentro do Centrão é que precisamos fazer uma reforma que não garanta a reeleição de Bolsonaro. Oitocentos bilhões de reais [de economia com a possível reforma], como ele falou, garantem de cara. Nos últimos três anos [de governo], teria 240 bilhões de reais para gastar. Garantiria a reeleição. Com esse discurso, tenho certeza de que a gente traz todo mundo do centrão, porque ninguém quer a reeleição de Bolsonaro.”

As declarações de Paulinho desnudam um plano que já estava sendo formulado nos bastidores há algum tempo.

A revista Crusoé apurou que, embora a maioria dos líderes partidários do Centrão tenha rechaçado publicamente a fala do deputado, tal plano já estava mesmo em andamento.

Fonte: Crusoé

O repórter Igor Gadelha conta que os caciques do Centrão avaliam que, caso a reforma da Previdência seja aprovada tal qual foi apresentada pelo ministro Paulo Guedes, Bolsonaro seria um candidato imbatível em 2022.

Por isso, neste momento, tanta preocupação dos opositores do atual governo.

O que os leva a uma estratégia clara: desidratar a reforma, enfraquecê-la no Congresso e, assim, diminuir as chances de êxito de Bolsonaro nas próximas eleições.

Este é o jogo político revelado em sua essência.

São os bastidores do que acontece em Brasília.

Informações que chegam até você graças ao trabalho do jornalismo independente e investigativo.

Essa é a missão da Crusoé.

Informar.

Fiscalizar.

Jogar luz sobre o que está nas sombras.

E preparar você para o que está por vir.

Esse é o nosso compromisso.

QUERO ACESSO AO JORNALISMO INDEPENDENTE AGORA

TOPO