A FIEL ESCUDEIRA DE BOLSONARO: POLÍTICA, SIM; SAFADEZA, NÃO

Caro leitor,

Uma deputada de primeiro mandato, ainda desconhecida do grande público, está dando o que falar em Brasília.

O nome dela é Beatriz Kicis Torrents de Sordi, eleita em outubro de 2018 com 86.415 votos, na esteira da onda de renovação que tomou conta do Congresso.

Bia Kicis, como é conhecida, ganhou notoriedade, principalmente, por ser hoje a deputada mais próxima do presidente da República.

Sim, isso mesmo: a parlamentar do PSL virou amiga pessoal de Jair Bolsonaro e uma das “pontas de lança” do governo na Câmara dos Deputados.

Em uma entrevista exclusiva ao repórter Caio Junqueira, da revista Crusoé, Bia Kicis fala sobre a relação com o presidente e demonstra confiança no sucesso do seu governo.

Segundo a “escudeira” de Bolsonaro, o problema na relação entre Executivo e Legislativo não está na articulação política — mas “no que as pessoas pensam que seja articulação política”.

As velhas práticas precisam mudar, diz Bia Kicis.

Leia este trecho da entrevista:

“Nós temos parlamentares que já estavam aqui e que foram reeleitos e estavam acostumados a jogar de um jeito. Eles estão tendo que aprender a jogar de uma forma nova. E temos parlamentares novos de primeiro mandato, muitos como eu, que temos que aprender o jogo. Só que a gente tem que aprender o jogo novo. Queremos fazer política aqui dentro, não safadeza.”

Bia Kicis também se diz aliviada todos os dias pela vitória de Bolsonaro sobre o PT no segundo turno das eleições.

Perguntada sobre qual o balanço faz dos 100 primeiros dias de governo, veja o que ela disse:

“Todo dia ao acordar o primeiro pensamento meu é agradecer a Deus porque o presidente é Bolsonaro. Se não fosse ele, nós teríamos (Fernando) Haddad na Presidência. Imagine hoje a gente com Haddad na Presidência, o Lula possivelmente solto e o governo brasileiro apoiando um genocida como (o ditador venezuelano) Nicolás Maduro. Então eu fico muito feliz.”

E ela disse mais na entrevista à Crusoé.

Ela também fala sobre Olavo de Carvalho, de quem é admiradora assumida…

… e afirma que os partidos do Centrão serão castigados nas urnas se não se alinharem às propostas do Planalto.

É uma conversa reveladora que apresenta a você uma figura cada vez mais importante no círculo do poder.

Que tende a ganhar ainda mais força pela influência que já exerce sobre Bolsonaro.

A Crusoé revela quem é a escudeira de Bolsonaro, o que ela pensa sobre o Brasil e quais são os seus planos mais imediatos.

É o tipo de informação que só o jornalismo independente e investigativo pode oferecer a você.

Essa é a missão da Crusoé.

Levar a você informação de qualidade e depoimentos exclusivos que acrescentam ao debate público.

Informar.

Revelar.

Esclarecer.

Esse é o nosso compromisso.

QUERO ACESSO AO JORNALISMO INDEPENDENTE AGORA

TOPO