O GENERAL DE BOLSONARO NA MIRA

Caro leitor,

Um general está na linha de tiro em Brasília.

Trata-se de Carlos Alberto dos Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro.

Ele vem sendo alvo de uma ofensiva lançada pela ala mais radical do bolsonarismo.

O objetivo é derrubá-lo do cargo.

Este é o assunto de uma reportagem exclusiva do repórter Caio Junqueira publicada pela revista Crusoé.

Leia este trecho:

“(…) o presidente de fato considerou demitir Santos Cruz. Mas analisou os riscos que acompanhariam a decisão. Além da amizade de muitos anos com o general, ele avaliou que a demissão seria uma manobra de altíssimo risco para o governo pela reação em cadeia que ela poderia gerar. (…) O receio era de que a saída de Santos Cruz pudesse criar no grupo o mesmo sentimento de união demonstrado após os ataques de Olavo de Carvalho. Em um momento em que o governo enfrenta queda na popularidade, protestos nas ruas, derrotas diárias no Congresso e um dos filhos do presidente tem o sigilo bancário quebrado, arrumar problema com a turma da farda não seria um bom negócio.”

O jogo de intrigas no Palácio do Planalto é pesado — e inclui até acusação de falsificação de mensagens.

Quer entender o que está por trás da ofensiva contra o general?

E quais as consequências desse embate no coração do poder?

O jornalismo investigativo da Crusoé cumpre mais uma vez o seu papel.

E joga luz sobre aquilo que muitos desejam que permaneça obscuro.

Este conflito nas entranhas do governo é um assunto que interessa a você e ao país.

Isso só poderia vir à tona graças ao jornalismo independente e investigativo.

Essa é a nossa missão.

Informar.

Esclarecer.

Jogar luz sobre as sombras.

Esse é o nosso compromisso.

QUERO ACESSO AO JORNALISMO INDEPENDENTE AGORA

TOPO