A OAS da diversidade cultural

A diversidade cultural, assim como as refinarias de petróleo, tem um custo. E esse custo, assim como o das refinarias de petróleo, costuma ser bancado pela Petrobras. O Fora do Eixo é uma espécie de OAS ou Camargo Corrêa da diversidade cultural. Para seus membros, as portas da Petrobras estão sempre abertas. Tome-se o caso da Universidade Livre do Fora do Eixo. A Petrobras doou R$ 590 mil para o projeto, financiando-o completamente. Desses R$ 590 mil, só uns 40% podem ser deduzidos dos impostos. A Universidade Livre Fora do Eixo se apresenta como um “projeto de formação livre com ênfase no setor da cultura que prevê a realização de Imersões”. O odiojornalismo não sabe o que o Fora do Eixo quer dizer com “imersão”, mas pode ser que o Comitê Olímpico australiano, que está procurando uma piscina para seus atletas, se interesse em saber.