Agamenon: Festa de Arrombo

O Brasil está no maior buraco, o Orçamento da União tem um rombo gigantesco e o governo só vive dando furo. E a culpa de tudo isso que aí está é da presidenta Dilmanta Rousseff, que continua fazendo ouvidos de Mercadante aos apelos da Nação e não pede pra sair. Já vi muitas crises, participei de muitas negociatas e testemunhei diversos escândalos e posso afirmar que a situação está preta, quer dizer, está afrodescendente. A vaca foi pro brejo e o que é pior: o brejo secou e está no seu volume morto.

Para dar o exemplo, Dilma Youssef finalmente resolveu fazer alguns cortes: cortou os carboidratos e o glúten. O ministro Barbosa, ex-TV Pirata, está estudando acabar com alguns ministérios, entre eles o Ministério da Ociosidade Social e a Secretaria Especial de Porra Nenhuma. Também querem acabar com o Ministério da Pesca, que abriga as garotas de programa assistencialista ligadas ao PT. O problema de desempregar as piranhas do Planalto é que os petistas têm uma relação muito forte com as suas mães e não querem abandonar quem os pariu.

Como sempre acontece nas horas de aperto, já está decidido quem vai pagar o pato: você! Com a volta da CPMF, Contribuição do Pato Monetário Fiscal, o governo acha que vai tapar o rombo com a peneira. Mas a maioria dos analistas políticos acha que, atualmente, não se deve falar em rombo em casa de arrombado. Na verdade, não é só rombo. É roubo também. E a batata do ministro Joaquim Levey só não está assando porque o governo, no desespero, teve que cortar o subsídio à batata.

Os ministros Nelson Babosa e Joaquim Levey ainda não resolveram qual vai ser o tamanho da naba que os brasileiros vão ter que levar

Agamenon Mendes Pedreira arromba mas faz.