Agamenon: “Operação Lava Hacker”

Desde pequeno, minha mãe (como todos estão cansados de saber, tive vários pais, mas só uma mãe), insistiu para que eu me tornasse um Diplomata. O Diplomata era um automóvel da Chevrolet, um pouco mais moderno que o meu Dodge Dart 73 enferrujado, que vive estacionado na Rua da Amargura, sem número, fundos e que me serve de residência.

Sem dúvida, o Diplomata tem muito prestígio e permite conhecer o mundo, desde que se tenha dinheiro pra gasolina. Diplomata em geral bebe muito, e o vaivém, inerente à carreira, dói muito quando não se está acostumado.

Por não ter ouvido os conselhos de minha querida mãezinha, não fiz curso de chapeiro, não aprendi a fritar hambúrguer, hot dog, sundae nem fritar batatas. Tivesse seguido os conselhos maternos, estaria apto para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos e assim me dedicar ao ócio com dignidade. Para espantar o tédio, sairia nos fins de semana para atirar nuns ursos com o filhósofo Nãolavo Meucarvalho em alguma sauna da Carolina do Norte.

Felizmente, sou cabeça dura e teimoso e preferi ingressar no jornalismo Alcione, o marrom, que, aliás, está com ódio do Bolsonaro, que chamou todos os paraíbas de baianos, cabeças-chatas de paus de arara. O jornalismo organizado é muito violento, mas também traz ótimas oportunidades de enriquecimento ilícito.

O jornalismo investigativo, por exemplo, quando exercido com cuidado e discrição, permite o lucrativo exercício da chantagem e do achaque sem escrúpulos e sem recibo. Vejam o caso dos hackers do Intercept, por exemplo.

No submundo do jornalismo, também posso escrever com exclusividade as bobagens que o presidanta Jair Bolsoloide fala diuturnamente e noturnamente como se fosse uma Dilma Roskoff de coturnos.

A perseguição da imprensa comunista é implacável e, por conta disso, Bolsossauro perdeu a paciência (num táxi) e resolveu partir para a ignorância. Aliás, já chegou lá e de lá não pretende sair tão cedo.

Atualmente o grande negócio no Brasil é o cripto-hackeamento. Finalmente o país entrou na era da Picaretagem Digital! Só assim poderemos reconquistar o título de campeão mundial da corrupção e dos escândalos, não necessariamente nessa ordem.

Por isso, tenho me dedicado à interceptação de todas as conversas ilícitas de nossas autoridades. E isso dá um trabalho danado, pois eles não falam de nenhum assunto legal. Estou tranquilo na minha impunidade; os cyber-agentes da Polícia Federal jamais conseguirão me encontrar, pois há muito tempo os créditos do meu celular se acabaram. Só hackeio ligando de orelhão a cobrar.

O problema não é o fim da Ancine, o Bolsonaro chamar os paraíbas de cabeça-chata e muito menos o Eduardo Bolsochapa ser embaixador do Brasil nos Estados Desunidos.

O “pobrema” é a concorrência desonesta e desleal de estelionatários de quinta categoria que ligam para a Manivela Dávila para acusar o Sergio Moro de ser um mau-caráter renomado. Ora, todos sabem que o Moro não passa de um elemento honesto e de princípios, o que é um insulto e uma vergonha no Brasil.

Agamenon Mendes Pedreira é descendente do Barão de Pau Barbado (ou será de Pau Casado?), o patriarca da Diplomacia Passiva Brasileira.

Exclusivo: 3 semanas antes de Toffoli travar investigações baseadas em dados do Coaf e da Receita, o Fisco pediu explicações a empresas que contrataram os serviços do escritório da mulher dele. LEIA AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. AAstrid Eggert Boehs disse:

    VWkgc291IHZlbGhhIGRlbWFpcyBwYXJhIGFjaGFyIGdyYedhIA==

Ler comentários
  1. Ppaulo mourao passos disse:

    1CBjb2lzYSBjaGF0YSwgZW50ZWRpYW50ZS4gU2Vy4SBxdWUgaGF2aWEgYSBwcmV0ZW5z428gZGUgc2VyIGVuZ3Jh52Fkbz8gVmFkZSBSZXRybyE=

  2. EEzequiel Bertoldi Junior disse:

    VGVudG8gZW50ZW5kZXIgbyBzaXRlOyBlbSBnZXJhbCDpIG11aXRvIGJvbSBtYXMgZGUgcmVwZW50ZSB2aXJhIGRvbWluZ+NvIGRvIGZhdXN0428gLi4uIGFwYXJlY2VtIG1hdOlyaWFzIHRvZGEgdGVuZGVuY2lvc2FzIHByYSBhZ3JhZGFyIG1pbGl04m5jaWEgb3UgZXNzYSBjb2x1bmEgYXF1aSwgc2VtIGdyYedhID8/

  3. PPedro Alcântara de Rezende Júnior disse:

    VGVtb3MgcXVlIGZhemVyIHVtYSBncmFuZGUgY2FtcGFuaGEganVudG8gYW8gQW50YWdvbmlzdGErIHBhcmEgcmV0aXJhciBlc3RlIGFw82NyaWZvIGRlc3RlIHNpdGUuySBzZW0gZ3Jh52EsIHNlbSBzdWJzdOJuY2lhIGUgc2VtIGNhZmljZSBwYXJhIHBhcnRpY2lwYXIgZGVzdGUgc2l0ZS5Fc3ThIGZvcmE6IE91IGV1IG91IGVsZSE=

  4. Francisco disse:

    ICAgQ29tbyBzZW1wcmUgaW5jb3JyZXRvIHBvbGl0aWNhbWVudGUsIG1hcyBtdWl0byBkaXZlcnRpZG8uLi4gcGFyYSBxdWVtIGNvbnNlZ3VlIGVudGVuZGVyIGUgYWRtaXRpciBhIHRyaXN0ZSBzaXR1YefjbyBkbyBwYe1zLi4u

    1. U2ltLiBK4SBwYXNzb3UgbyB0ZW1wbyBkYSBnZXJh5+NvIHF1ZSBu428gZXN0dWRhdmEgbmFkYSBlIHNlIGFjaGF2YSB1bSBncmFuZGUgZXNjcml0b3IuIEhvamUgY3Jlc2NlbW9zIGxlbmRvIG5vdO1jaWFzIGEgbu12ZWwgaW50ZXJuYWNpb25hbCBlIGdyYW5kZXMgYXV0b3JlcywgZGlmZXJlbnRlIGRvcyB0aXBpbmhvcyAibGl2cm8gZGUgZQ==

  5. Lucas disse:

    U2VtIGNvbWVudOFyaW9zLiBTb3Ugam92ZW0gZGVtYWlzIHBhcmEgYWNoYXIgZ3Jh52EgbmVzc2VzIHRleHRvcy4=

  6. Alcindo disse:

    dW1hIG5vIHByZWdvIGUgb3V0cmEgbmEgZmVycmFkdXJhLCBubyBmdW5kbyB0b2RvcyBnb3N0YW1vcyBkZSBkYXIgdW1hcyBwYXRhZGFzLg==

  7. Achille disse:

    TyBBZ2FtZW5vbiB2b2x0b3Ug6SBlbSBncmFuZGUgZXN0aWxvIGVzdGF2YSBjb20gc2F1ZGFkZXMg

  8. Silenio disse:

    QWdhbWVub24sIHN1Z2lybyB0Ym0sIGFs6W0gZGUgZnJpdGFyIGhhbWJ1cmdlciBlIHBhcGFzIGZyaXRhcyB1bSBjdXJzbyBkZSBsaW1wZXphIGRlIGphdWxhIGVtIHpvb2zzZ2ljb3MuIENvbSBjZXJ0ZXphIHNlcmlhIHVtYSBiZWxhIG1hbmVpcmEgZGUgYXByb3ZlaXRhciBvIPNjaW8gY29tIG11aXRvIGRpbmhlaXJvIG5vIGJvbHNvLiA=

    1. S2tra2traywgdGFsdmV6IGVsZSBhdOkgauEgbyB0ZW5oYSBmZWl0byBwcmEgY29udGludWFyIGEgZXNjcmV2ZXIgdONvIG1hbCBhc3NpbSBlIG1vc3RyYXIgdW1hIG1vcmFsIHNpbnVvc2Eu

  9. Jose disse:

    TuNvIHBlcmNvIHRlbXBvIGVtIGxlciBvIHF1ZSBlc3NlIGNhcmEgZXNjcmV2ZS4=

  10. Rui disse:

    QWNobyBlc3RlIGpvcm5hbGlzdGEgbyBt4XhpbW8sIHBhcmFi6W5zIEFudGFnb25pc3RhIHBvciBub3MgYWdyYWNpYXIgY29tIHNldSB0ZXh0byBjcu10aWNvIG1hcyBzZW1wcmUgc2VtIGFicmlyIG3jbyBkbyBodW1vci4gIA==

  11. Lara disse:

    UXVlIHRleHRvIGNoYXRvLiBFc3NhIG1hbmlhIGRlIGpvcm5hbGlzdGEgc2UgaW1hZ2luYXIgSmFuZSBBdXN0ZW4gdGVtIHF1ZSBwYXNzYXIgdW0gZGlhLg==

  12. Monica disse:

    Q29sdW5hIGNoYXRhIHBhcmEgY2FyYW1iYSEgVGVudGEgc2VyIGVuZ3Jh52FkYSBtYXMgbuNvIGNvbnNlZ3VlLg==

  13. Francisco disse:

    TuNvIHBlcmNvIG1ldSB0ZW1wbyBsZW5kbyBhcyBiYWJvc2VpcmFzIGRlc3NlIHRhbCBBZ2FtZW5vbi4gU/MgZGVwcmVjaWEgTyBBbnRhZ29uaXN0YS4=