Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Agamenon: "Os 'médico' e o monstro"

Agamenon: “Os médico e o monstro”
Agamenon/O Antagonista

O presidente Jair Bolsopata resolveu trocar o ministro da Saúde esta semana. Mas eu nem sabia que o Brasil tinha alguém ocupando esse cargo! Se eu soubesse que tinha essa vaga, teria me candidatado para o serviço, pois também não entendo nada de medicina.

Parece que agora, depois de morrerem quase 300 mil brasileiros de BOLSOVID-19, o genocidente da República resolveu finalmente chamar um médico. Eu achei que ele ia pedir ajuda a um psiquiatra, mas o presidente preferiu um cardiologista. Curioso, eu nem sabia que o presidopata Bolsoasno tinha coração.

Pensando bem, se for nomear um médico pra salvar o seu governo, seria melhor chamar um especialista em intestino. Mas agora a Inês é morta… mesmo porque não conseguiu vaga em nenhum hospital. A conclusão é que Pezadello, Quidroga, Cloroquina e Tubaína é tudo a mesma droga. Não fazem nenhum efeito.

Como não dá o braço a torcer (e ter que convocar um ortopedista), Bolsonasco declarou: “É só um genocidiozinho, tá OK?”. O problema é que o governo Bolsossauro é cheio de mi-mi-mi-militar. Eu sei que com esses meus raciocínios o presidente Jair Milissias Bolsonaro vai ficar com raiva. Aí já é o caso de chamar um veterinário ou mesmo a carrocinha para recolher o presidente, que, se ninguém reclamar em 15 dias, vai virar sabão.

Estamos entre o SUS e a caldeirinha. E o que é pior: segundo o DATAFODA-SE, 30% dos brasileiros ainda acreditam que Jair é o Messias! Os otimistas acham que o povo precisa protestar e ir pra rua, já os pessimistas acham que vai faltar rua pra tanta gente. Os desempregados querem equiparação salarial com os mendigos, os pais das crianças estão se matriculando nas escolas dos filhos só pra comer a merenda, os bebuns acabaram com os estoques de álcool gel e os participantes do Big Brother ameaçam não sair nunca mais da casa porque é muito melhor ficar confinado lá dentro do que aqui fora.

Qual é solução para este caos? Caos “generalizado” porque o presidente faz questão de que o caos também fique na mão dos militares. Aliás, foi por isso que botaram um médico na Saúde: os milicos de alta patente já estão todos empregados em algum ministério ou diretoria de estatal. Hoje em dia no Brasil só mesmo os militares e os coveiros estão com a vida ganha! A única diferença é que os coveiros têm que trabalhar de verdade.

Pensando bem, se a situação do Brasil evoluir para o caos, já vai ser uma boa melhora. O próprio Satanás, o Príncipe das Trevas, vai processar o nosso país por concorrência desleal, pois muitos capetas já se mudaram para o Brasil na esperança de um futuro pior.

Enquanto idoso provecto e encanecido pela pátina dos séculos, já enfrentei várias epidemias na vida: a beatlemania, a discothèque, o heavy metal e a gripe espanhola (uma doença sexualmente transmissível) que atinge os seios femininos. Mas nunca me deparei com o que estamos vendo agora. Estamos, não, vocês estão, porque eu não enxergo mais nada na minha frente!

Como um Steve Wonder branco caucasiano e sem dinheiro, vago pelas ruas desoladas e desertas em busca de um(a) bom(a) samaritano(a) que tenha recebido auxílio emergencial e que possa, por caridade, me pagar o almoço ou um boquete. Não necessariamente nesta ordem.

Agamenon Mendes Pedreira é autor do livro pornô Torto Armado.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO