Agamenon: Porra total

Agamenon: Porra total
Divulgação

Só se fala em outra coisa: a Rede Gozo de Televisão foi palco de um dos maiores casos de assédio sexual e moral da cultura brasileira. E olha que a concorrência é grande! E quem protagoniza o escândalo é o “humorista” Machus Melhem, o Cara de Pau pra Fora.

Foi acusado de vários atos de escrotidão explícita, segundo a Piauí, que, antigamente, era uma farmácia no Leblon. O segundo melhor humorista de Nilópolis (existe o primeiro, mas ninguém sabe quem é) foi estampado nas páginas policiais da popular revista intelecto-nordestina, como uma espécie de Harvey Weinstein da Baixada Fluminense.

O humorista Mais ou Melhem revolucionou o humor e a ética brasileiros apropriando-se de ideias alheias e roubando as ideias dos outros, não necessariamente nessa ordem. Também se tornou um líder da categoria ao defender a bandeira do humor hipocritamente correto colocando seu próprio pinto para fora das piadas.

Faunus Melhem matou a cobra e mostrou o pau. Sem duplo sentido, por favor. O membro abandonado, duro e sem emprego foi buscar abrigo em furnas escuras e úmidas de várias atrizes do elenco global, abandonando a prática machista do “teste do sofá”.

Sem saber o que fazer nessa confusão, a Globo ficou em palpos de aranhas. As aranhas, no caso, são das atrizes assediadas pelo pinto marciano. Para passar um pano quente no assunto, a diretoria globalista vai deixar o priápico humorista fora das grades. Da emissora, é claro.

Marcius vai dar um tempo participando do Big Brother Brasil até ser completamente esquecido. Bem faziam os Cassetas que não comiam ninguém.

Enquanto isso, os brasileiros aguardam ansiosos pela vacina da Covid. Os mais neuróticos já foram para a porta do SUS para pegar senha e garantir um lugar na fila. Mas a fila não vai andar: quando tiver vacina não vai ter seringa, quando tiver seringa vai acabar a agulha. E quando tiver vacina, seringa e agulha, o enfermeiro vai ser internado com Covid.

No que depender do ministro da Atchim, Saúde!, não vai ter vacina nunca. As vacinas chinesas vão ficar guardadas juntos com os kits de testagem a salvo dos comunistas e pedófilos que não acreditam que a Terra é plana. Quando o mundo inteiro já estiver vacinado, só aí vai começar a vacinação no Brasil. Mas o governo já avisou que a vacinação em massa tem até planejamento: na primeira fase as lasanhas, na segunda o espaguete e, na terceira, o talharim.

Agamenon Mendes Pedreira é acusado de assediar a Isaura, a sua patroa.

 

Leia mais: Nenhuma outra publicação cobre o STF com a independência, o olhar crítico e as informações de bastidores da Crusoé
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários
TOPO