Harvard só não tem cautela na hora da grana

A Universidade Harvard, aquela que escondeu a homenagem a André Esteves depois que ele foi preso, mas conservou os 25 milhões de dólares que recebeu do banqueiro, fez outra coisa feia: reteve durante um ano e meio o conteúdo do computador do historiador brasileiro Nicolau Sevcenko, que era professor da instituição. E, quando o entregou à viúva de Nicolau, a artista gráfica Cristina Carletti, o fez sem nenhuma cortesia.

Cristina Carletti enviou o seguinte relato a O Antagonista:

“Nicolau faleceu repentinamente em casa, em São Paulo, às vésperas de retornar ao trabalho na Universidade Harvard. Dois meses depois, em outubro de 2014, estive em Harvard. Nessa ocasião Michael Holmes, administrador do Department of Romance Languages and Literatures, obteve minha permissão para que a universidade tivesse pleno acesso ao conteúdo do notebook funcional do meu marido. Com a promessa de que os arquivos pessoais me fossem enviados brevemente.

Aguardei com justificada ansiedade: Nicolau deixou um livro inacabado. Venho reunindo e organizando o material elaborado em anos de pesquisa e pretendo publicá-lo.

Mas nada recebi por um ano e meio, além da informação de que a decisão estava nas mãos do deão da Faculty of Arts and Sciences, pessoa ‘extremamente cautelosa’, segundo Peter Katz, ‘university attorney’ do General Counsel de Harvard. Nem meu advogado, diplomado em Harvard aliás, pôde alcançar o sentido disso.

Mesmo inconcluso, o livro em preparo será importante como tudo o que Nicolau publicou. Os arquivos que Harvard reteve contribuem como esperado no enriquecimento da edição. Mas ao retê-los por tanto tempo sem justificativa e enviá-los sem maneiras, o deão cauteloso revela o apreço que vê merecer a memória de um professor querido na instituição.”

Harvard só não tem cautela na hora de pegar grana de brasileiros suspeitos.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 45 comentários
  1. Estava pensando nisso…se o governo vai distribuir cargos, isso vai sair no Diário Oficial, não é? Que tal mostrar esse descalabro na prática, com nomes, valores de salários, questionar se a pessoa está à altura do cargo, esse tipo de coisa que deveria ser o básico do básico?

  2. Regina, Os deputados mais enrolado com a Justiça tem interesse em aliar-se a Temer. Não que este vá abafar a Lava-Jato. Mas, a agenda do noticiário e do País, no início, vai ser pelo País e por reformas. Muda um pouco o foco. Pode haver alto comparecimento também para encerrar o ciclo petista, que prejudica a todos os políticos, já que o País despenca sem parar.

  3. Pois é…já se passaram quase 24 anos…Diogo Mainardi tinha cerca de 30 anos de idade…e 24 anos depois, o Brasil, no aspecto ético e de governança, piorou. A pergunta que fica é…por que cada geração é pior do que a outra(e não só na política) no aspecto moral? penso que o fato de não se ensinar mais o que é certo e o que errado é a causa de tudo. Mesmo com excessos, às vezes com cinteiradas, os pais antigos ensinavam valores. Sobrava a corrupção para a gente alta, mas os do meio e os de baixo eram mais honestos. Decadência.

  4. Eu ainda estou meio cética.O problema não é apenas ela não ter 172 votos contra o impeachment.O problema maior é colocar 342 deputados muitos dos quais enrolados até a alma em falcatruas no plenário,votando a favor do impeachment.

  5. Ainda está ardendo nos meus olhos a matéria do Estadão – Agenda Econômica já divide PMDB – “Nas conversas dos peemedebistas, há uma constatação de que o cardápio de medidas econômicas não poderá ser muito diferente dos projetos de ajuste fiscal da gestão Dilma que já tramitam no Congresso. “….Estou vomitando aqui, e espero que seja pelo Estadão e não pelo PMDB.

  6. O Antagonista deveria homenagear o pequeno grande Estado do Espírito Santo !! É o primeiro a se definir e tomar posição , lá não há indecisos : são 11 a favor e 2 contra o impeachment !! Santa catarina segue no mesmo rumo : 15 a favor , 3 contra , apenas Celso Maldaner cochila em cima do muro …

  7. Moro no exterior e vou acompanhando como posso a evolução dos acontecimentos via O Antagonista, Lauro Jardim, Reinaldo Azevedo, UOL, etc. A impressão que fica é a de que fomos em direção ao impeachment, fomos, fomos e acabamos fondo! Será possível? Estou com o meu avaliômetro descalibrado pela distância?

  8. Hj, 24 anos depois, sabemos que a folha escolheu defender um lado e esse lado não é o lado do leitor…sequer é o lado dos brasileiros. A folha escolheu defender um projeto criminoso de poder.

  9. Como está a intenção de votos a favor da defenestração da Dilma? Estou com um sentimento q este impeachment não vai acontecer. O PT Roubou Tanto, mas Tanto q deve ter comprado a peso de outro muitos e muitos e ainda deve ter muita grana para mais outros… Sem querer ser chato, mas creio tá perigando. Uma hiper e mega manifestação a favor da destituição da Dilma se faz necessária e logo. Alguem mais concorda?

  10. As hiena$ vão roer até o o$$o. Resguardados tempo e espaço, Collor parece um ladrão de pirulito perto da ORCRIM. Foi até absolvido pelo STF. Agora que é amigo de infan$ia de Lullilma e foi até elogiado por elles em pallanque sabe que tem de ser profi$$ional e ficar callado no jogo de cana$trõe$ . A Folha não mudou, a$$umiu.

  11. Estamos evoluindo, vamos superando a fase das frases sem sentido, dos clichés, para entrar nas frases q.fazem sentido, que explicam, que mostram os fatos como realmente são. As frases dos marqueteiros pagos a preço de dolar, , vão perdendo o valor. O pt, a dilma, degeneraram , mostraram sua face real.

  12. Como o tempo voa! Em Setembro de 1992 eu tinha 18 anos, quando estava rolando tudo isso – e na época bastou um Fiat Elba para derrubar o Collor. ;-P Já para derrubar essa mandioca sapiens, está sendo broca, hein! Todas as evidências aí, na cara dura, simples como 2+2=4, e mesmo assim está se provando dificílimo tirar essa mulher e toda a organização criminosa PT do poder federal. Mas não vamos, desistir, não! Somos brasileiros!

  13. Ué, mas o Collor foi inocentado pelo STF. Quem é inocentado pela justiça, por definição, não cometeu crime de responsabilidade nem crime nenhum. Quer dizer então que o impeachment dele foi aberto e concluído com apenas uma ACUSAÇÃO de crime de responsabilidade? TEVE GOLPE! Conclamo PT, CUT, UNE, MST e MTST a irem às ruas exigir a Restituição do Mandato do Presidente Collor, essa vítima de injustiça perpretada pelos golpistas!