Morre o escritor israelense Amós Oz

O escritor israelense Amós Oz morreu hoje, aos 79 anos, em sua casa em Tel Aviv. Ele sofria de câncer.

A morte de Oz, mais famoso autor de seu país, ocorreu no mesmo dia em que Binyamin Netanyahu iniciou sua visita ao Brasil.

Leia mais em Crusoé:

Morte em casa

2019 não será um ano para amadores. Conte com a ajuda de especialistas para chegar são e salvo a 2020 AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 40 comentários
  1. Seria boa a paz com os palestinos. Mas, como sempre há extremistas malucos dispostos a tudo, ainda vale “se queres a paz, prepara-te para a guerra.” O Brasil tem reforçar a segurança e FFAA.

    1. São tipos como esse que faz o mundo civilizado pensar que no Brasil, em plena Copacabana, tem sucuri solta. Tipos assim fazem brasileiros serem revistados nos hotéis da Europa ao pagarem a conta.

    1. Dila, com a PF nos calcanhares se internou o Einstein. Estava em estado crítico. Passou a onda da PF e eis a gorda faceira a desfilar de bicicleta. Queiróz é câncer. Qual será a “maladie” do Lu

    1. Aqui a censura é pesada! Também fui censurado por pedir a diminuição do número de de.p.utados (513 para 100)!

    1. Caro Juliano, a pergunta foi uma ironia. Oz foi um escritor israelense que apoiou a aproximação entre judeus e palestinos. Jornalistas criticam a aproximação a Israel, sem ter conhecimento do todo

    2. The☠️Terror, se você não me alertasse, jamais poderia imaginar algo que está escrito no texto da matéria. Você é um gênio. Meus parabéns!

    1. Pelo nível, percebe-se que esse tal “theterror” deve ser uma criança mimada atrás de um teclado. Além de imbecil, óbvio.