Muito obrigado, Sergio Machado

Sergio Machado, presidente do Grupo Editorial Record, morreu ontem, aos 68 anos, vítima de complicações de uma cirurgia cerebral realizada em 2015, para retirar um tumor na meninge.

Para além do seu talento como empresário – multiplicou enormemente o patrimônio herdado do pai –, Sergio Machado era um editor corajoso. O governo do PT não conseguiu evitar, direta ou indiretamente, que ele publicasse livros de autores que enfrentaram, desde o início, a quadrilha que se alojou no poder em 2003. Entre esses autores, estão os dois fundadores deste site.

Muito obrigado, Sergio.

Sergio, um editor corajoso

200