Natalie, sua linda

Natalie Portman estava zangada ao anunciar os concorrentes ao Globo de Ouro de melhor direção, porque todos eram homens.

Natalie Portman é linda também quando fica zangada.

Natalie, sua linda 19

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 68 comentários
  1. Misoginia é PROIBIR mulheres de dirigir filmes.
    Misoginia é EXCLUIR diretoras de processos de premiação pela excelência de seu trabalho.
    O resto, é apenas palhaçada de quem quer reclamar, mas não tem do quê reclamar…
    Natalie é linda, mas deveria ficar com a boca fechada para não falar m*e*r*d*a.

  2. Ela está certa: deve haver um gay, uma lésbica, um negro, um hispânico, um deficiente, um pedófilo de Hollywood, um morador de gueto, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc, etc….

  3. O antagonista posta mas no fundo adora essas pautas globalistas e esquerdistas! Pq a discussão que tá na moda é cotizar tudo e não discutir falta de caráter ou capacidade.
    Tá faltando mulheres nos times masculinos de futebol. É muito machismo. Piada? Já li idiota defendendo isso.

  4. Antes de tudo, sou negro e tenho 48. Se porventura este ano não tiver nenhum bom filme de diretores negros ou com atores negros, mesmo assim tem que indicar um diretor negro ou atores negros?
    Se não tiver nenhum bom filme que a direção seja de uma mulher, mesmo assim tem que se indicar uma diretora? Ora pois daqui a pouco vão dizer:. Não tem nenhum transexual
    Não tem nenhum anão
    Não tem nenhum índio……
    E por aí vai.

  5. Semana passada terminei um espetacular livro que se chama, “Sob a sombra de Saturno- a ferida dos homens” do autor James Hollis, indico total e completamente tanto para homens quanto para mulheres,imperdível leitura.
    Mais de 95% de todo trabalho perigoso feito no mundo é realizado por homens,e muitos são fatais. Os homens se aposentam anos mais tarde e morrem em média 8 anos mais cedo que nós mulheres. Mais de 78% dos suicídios no mundo são cometidos por homens. Eu tenho 4 irmas , comigo somos 5 filhas e temos 6 irmaos, as minhas irmas duas chatas feministas são incapazes de ver nossos irmaos com o cuidado que eles merecem,são as mimimi na família e eu estou de saaaaacoooo cheio dessas covardes que não entendem a importância de nos UNIRMOS aos HOMENS QUE SÃO, MUITOS ESPETACULARES PESSOAS!

    1. Parabéns!!!!Homens e mulheres têm de ser cooperadores e não competidores. Chega dessa separação absurda em várias categorias de pessoas. Viva a união!!!!!

  6. A histeria identitária continua firme e forte. Agora os indicados a prêmios não são mais pessoas, indivíduos. Tem que ser rigorosamente tipos weberianos, arquétipos de coletivos sociológicos. O negro, a negra, o muçulmano, a trans, indígena. É a tribalização das pessoas e da sociedade, a racialização, a segregação sob o manto da diversidade, tolerância e da justiça social. Os arquitetos do Brave New World. Essa gente é completamente doente.

    1. Lavagem cerebral total.
      essas celebridades são usadas e nem desconfiam do que há por trás das “opiniões” que emitem, fazendo suas caras e bocas famosas.
      Segue-se a avalanche de “curtidas” e enterra-se para sempre a capacidade de raciocínio na vala do mínimo denominador comum.

  7. A noite em que, em vez de ouro, o Globo de Ouro mostrou ao mundo o espetáculo amargo da decadência, incluindo a oferta de Oprah Winfrie para presidente contra Trump como dois em um. Ela é negra (Obama) e mulher (Hillary Clinton) num pacote só. Como é possível os Democratas mergulharem assim no álcool dos seus próprios erros, vaidade e manias?

  8. Essa gente adora se fazer de vítima. Quando eram ilustres desconhecidas, engoliram o “assédio” e fizeram carreira em Hollywood. Agora, décadas depois, sendo “celebridades” milionárias, todas se unem para denunciar o assédio que sofreram! Tenham paciência…

    1. Assédio sexual é coisa de criminoso. Mas vc tem razão quanto ao cinismo oportumista hollywoodiano. A imensa maioria das madames estava, até ontem, satisfeita simplesmente com o milhões na conta bancária. Talvez até achavam que as novatas tinham que “batalhar” sua escalada da nesma forma, para “merecer”. E pode escrever: se os papéis começarem a rarear, algumas voltarão a “engolir” (ou cuspir…) o assédio sem problemas.

      Essa é a mesma turma que defendeu Roman Polanski, estuprador de adolescentes. Afinal, ele era da igrejinh “duzartista” e a bandeira da época na turma era liberar o sexo com menores.

  9. Poxa Mario, que tal um pouco de crítica em vez de fazer o site parecer com “Contigo!” ou “Tititi”?
    Chega a ser cômico como essas celebridades aqui e nos EUA não só se calaram durante décadas em relação aos predadores sexuais de sua industria, essas mesmas celebridades tinham amizades íntimas com Weinstein (no Brasil com José Meyer) provadas por declarações e fotos (Meryl Streep chegou a chamar Weinstein de “God” em uma premiação)e na premiação só falaram as mesmas platitudes de sempre, sem citar nomes (a não ser de Trump) e sem mesmo uma mea culpa (Oprah e Streep não sabiam que Weinstein era predador sexual mesmo tendo amizade de décadas com ele?). Enfim, Natalie Portman iria xingá-lo até a alma pelo elogio, que hoje é proibido (afinal ela é uma mulher vítima, mesmo ganhando milhões).

  10. Foram os homens que deram livres de para as mulheres, tanta liberdade que agora elas querem nos destruir.
    Está na hora de os homens retirarem todo tipo de libras e que deram a essas folgadas!!!

  11. A busca pela excelência nos esportes simplesmente destrói o pensamento progressista, que defende representatividade por forma ou tipo, ao invés de desempenho. Falta um “brilhante pensador”, contemporâneo fazer essa analogia com a sociedade. Povo que classifica sua sociedade por forma ou tipo, esta fadada à mediocridade e historicamente à extinção.

  12. Para o homem ter destaque em alguma coisa, precisa se sacrificar, ficar muitas noites sem dormir, trabalhar muito, superar desafios e a concorrência e ainda contar com um pouco de sorte. Para a mulher ter destaque, basta… existir.
    .
    Ao menos é assim que aparentam pensar essas celebridades milionárias que adoram papaguear o tal feminismo.

  13. Poderiam fazer 8 Globos de Ouro por ano. Se querem dar prêmio para mulher só porque é mulher, para preto só porque é preto e para homossexuais só porque são homossexuais então façam por categoria. rsss.

  14. Daqui a pouco teremos que pedir desculpas a essas minorias incultas e ressentidas por sermos homens, brancos, católicos e heterossexuais. Ah, Umberto Eco, você estava certíssimo quando disse que a Internet deu voz a uma legião de ignorantes outrora invisíveis…

    1. Ela é milionária e faz isso por popularidade e status, mais ou menos como aquelas celebridades de fora que posam com camisa do Flamengo quando vêm ao Brasil. Não entra exatamente na mesma categoria que as ideólogas que infestam o meio acadêmico e jornalístico.

  15. Todos estavam emocionados com o discurso da Oprah, e a Natalie quebrou o momento.
    Quase que o Guillermo del Toro pediu desculpas por ser homem e recusou o prêmio.
    Comentário na hora errada dá nisso.