Parabéns, Abril

A Abril voltou atrás na decisão de não distribuir a edição histórica do Charlie Hebdo, lançada uma semana depois do massacre na redação do jornal satírico francês. A edição já está nas bancas, e esgotando rapidamente. Corra para comprar a sua.
Ganham a liberdade de opinião e expressão. Ganha a Abril — que, assim, faz jus à sua história magnífica e à memória de Victor e Roberto Civita. 
Parabéns, Abril.