Petrobras não vai mais patrocinar filmes de qualidade 'mais do que sofrível', diz presidente

Petrobras não vai mais patrocinar filmes de qualidade mais do que sofrível, diz presidente
Presidente da Petrobras Roberto Castello Branco e Diretoes durante apresentacao de resultados do balanco trimestral de 2019 na sede da Petrobras,na zona do centro do rio de janeiro na tarde desta sexta-feira (02/08).

A Petrobras não vai mais patrocinar “artistas ricos” nem “filmes de qualidade mais do que sofrível”, disse nesta quinta-feira (17) o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, em uma palestra por videoconferência.

A companhia, informa O Globo, “executa um amplo programa de corte de gastos em meio a prejuízos provocados pela pandemia e dificuldades para reduzir o alto endividamento”.

Castello Branco afirmou que, além de reduzir despesas na área cultural, a Petrobras está redirecionando patrocínios para projetos voltados para crianças e que, na sua visão, têm retorno social.

“Além da busca contínua por redução de custos resolvemos mudar a composição de nossos patrocínios. A Petrobras patrocinava artistas ricos e filmes de qualidade mais do que sofrível, como ‘Bixa Travesty’,  ‘Lasanha Assassina’ e outras coisas mais”, declarou o presidente da estatal.

O jornal carioca informa que o primeiro filme citado por Castello Branco é um documentário sobre transexuais, e o segundo um curta-metragem com participação de José Moijca Marins, o Zé do Caixão, cineasta que morreu em fevereiro deste ano.

Leia mais: EXCLUSIVO: em vídeo, Marcelo Odebrecht explica o esforço da companhia para contar com os préstimos do “amigo do amigo de meu pai” -- como Toffoli era conhecido na empreiteira
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 52 comentários
TOPO