Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A bala perdida do chanceler

A bala perdida do chanceler
Foto: Marcos Corrêa/PR

O Estadão deu azar numa nota publicada hoje:

“Se Bolsonaro não cometer absurdo no discurso na ONU e apresentar alguma moderação, o crédito deverá ser dado a Carlos França, dizem diplomatas que conhecem o chanceler.”

Carlos França, o moderado, fez o gesto de atirar nos manifestantes que protestavam contra a comitiva bolsonarista em Nova York, enquanto o ministro da Saúde mostrava-lhes o dedo médio.

Os diplomatas não conhecem o chanceler nem os efeitos do sociopata sobre a psique de seus aduladores.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO