Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A minha janela

A minha janela
Foto: Pixabay

A janela é a melhor coisa que eu tenho. Uma janela, em particular. Uma janela gótica, com vista para o Canal Grande. Canaletto pintou minha janela inúmeras vezes, do lado de fora, mas nunca pintou de dentro. Henry James viu minha janela de dentro. Ele morreu, e a janela continua aqui. Eu vou morrer, e ela vai continuar aqui, com outra pessoa em meu lugar.

Nas primeiras semanas da epidemia, comecei a publicar no Twitter fotografias de minha janela. Era uma ode à quarentena. Devo dizer que, nesse ponto, levo uma vantagem sobre o resto da humanidade. Vivo em quarentena há 40 anos. Nunca saio de casa.

Os assinantes da Crusoé podem fazer o favor de ler o resto da minha coluna aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO