Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro inelegível

Bolsonaro inelegível
Reprodução/YouTube/Justiça Eleitoral

Alguns meses atrás, candidatei Luís Roberto Barroso a presidente do Brasil. Ele pode fazer algo muito mais importante do que isso, porém: ele pode cassar o mandato do presidente do Brasil.

Jair Bolsonaro entendeu que, para se manter no poder em 2022, é preciso desmantelar a democracia em 2021. Até agora, a estratégia do nosso aparato institucional foi tentar domesticar a besta, à espera do voto. O STF chegou a perdoar um presidiário a fim de derrotar o sociopata nas urnas. Mas nada disso vai funcionar. O bolsonarismo, como disse Luís Roberto Barroso, em seu discurso no TSE, pretende seguir o caminho dos regimes da Venezuela, da Rússia, da Turquia:

“Todos os países em que têm ocorrido uma erosão democrática, não por golpes de Estado, mas conduzidas por líderes populares eleitos pelo voto, e que, uma vez no poder, vão desconstruindo, tijolo por tijolo, os pilares da democracia. Concentrando poderes no Executivo, procurando demonizar a imprensa, procurando colonizar os tribunais constitucionais”.

O voto não salva uma democracia. O que salva uma democracia é sua capacidade de expurgar os golpistas. É preciso afastar Jair Bolsonaro do Palácio do Planalto e torná-lo inelegível.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO