Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro queima o homem-bomba

Bolsonaro queima o homem-bomba
Reprodução/Redes Sociais

Para tentar se livrar da denúncia de que prevaricou, Jair Bolsonaro resolveu queimar o líder do governo, Ricardo Barros, que foi acusado pelo próprio sociopata de comandar o esquema da Covaxin, de acordo com Luis Miranda.

Depois de demitir Roberto Dias, o diretor de Logística do Ministério da Saúde, homem de Ricardo Barros, Jair Bolsonaro retirou a indicação de outro homem de Ricardo Barros, Paulo Rebello Filho, para a presidência da ANS.

A decisão – desesperada – foi publicada ontem à noite no Diário Oficial.

Leia aqui a reportagem da Crusoé sobre Ricardo Barros, o homem-bomba das vacinas. Jair Bolsonaro acendeu o pavio, ninguém sabe se ele vai explodir.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO