Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Caixa bolsonaristta

Caixa bolsonaristta
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A Crusoé, em sua reportagem sobre o assalto bolsonarista à Caixa, diz que, “sob Pedro Guimarães, o banco tem sido generoso nos repasses para artistas e apresentadores de televisão claramente alinhados com o presidente da República e até para igrejas evangélicas. Um exemplo disso está na escolha do cantor sertanejo Gusttavo Lima para protagonizar a propaganda da Mega-Sena da Virada de 2020 (…). Normalmente, as agências de publicidade contratadas pela Caixa são incumbidas de apresentar opções de campanhas e, ao final, o banco decide qual delas é melhor. A escolha de Gusttavo Lima foi feita pela cúpula da instituição. O cantor, que não esconde seu alinhamento com o bolsonarismo, recebeu um cachê de 1,2 milhão de reais”.

Não sei quem é Gusttavo Lima e a única curiosidade que tenho a seu respeito é o duplo T, mas eu sei o que a Caixa fazia nos tempos do PT, e era exatamente a mesma porcaria, com outros protagonistas – do mundo do espetáculo, da TV e da imprensa.

Em 2022, é preciso expurgar o PT e o PTT.

Enquanto isso, assine a Crusoé e leia a reportagem completa.

Mais notícias
TOPO