Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Eles não morreram de Covid

Eles não morreram de Covid
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Eu já disse aqui e repito: o bolsonarismo tentou surrupiar o cadáver de meu pai, negando que ele houvesse morrido de Covid.

Agora Jair Bolsonaro aplicou o mesmo golpe em escala nacional, com um sabotador no TCU, que no domingo à noite apagou – com um único clique – 115 mil mortes de Covid, atribuindo-as a outras causas.

A ditadura também fez isso. Por exemplo, quando encenou o enforcamento de Vladimir Herzog no DOI-CODI. Os militares forjaram até um laudo pericial para atestar seu suicídio.

Num ponto, porém, é preciso dar razão a Jair Bolsonaro: a principal causa da morte daquelas 115 mil pessoas não foi a Covid. Muitas delas, de fato, ainda estariam vivas se o Brasil não fosse governado por um sociopata. Elas não morreram de Covid, e sim de bolsonarismo. Essa foi a verdadeira causa.

Deixe nossos mortos em paz, Jair Bolsonaro.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO