Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Greve geral

Greve geral
Foto: Marcos Corrêa/PR

Acordar com Hélio Schwartsman estrilando na orelha é excruciante, mas ele fez a melhor proposta para os atos contra Jair Bolsonaro. Em vez de aglomerar os manifestantes nas ruas, a esquerda deveria organizar uma greve geral. Além de ser uma forma eficaz de protesto, uma greve geral teria também o efeito de conter o vírus, e não de disseminá-lo.

Como reconheceu o próprio colunista, porém, o lulismo rejeita o impeachment, e seu plano é fazer o sociopata sangrar até 2022:

Lula pode até dizer que defende o afastamento, mas sua chance de voltar ao Planalto é numa disputa contra Bolsonaro. Sem o fantasma do capitão reformado, a alta rejeição do líder petista volta a dar as cartas.”

Hélio Schwartsman discorda dessa estratégia. Depois fracassar em sua mandinga para matar Jair Bolsonaro de Covid, ele agora teme que o sociopata recupere a popularidade nos próximos meses e se reeleja em 2022. Segundo ele, é preciso degolá-lo já.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO