A “ex-guerrilheira de esquerda” é quem manda

O blog Beyondbrics, do Financial Times, dedicado a questões mixurucas do Terceiro Mundo, questiona se já terminou o caso entre o mercado financeiro e Dilma Rousseff. Ao comentar que Dilma preferiu comparecer à posse de Evo Morales em vez de ir a Davos, o jornal se pergunta se “a ex-guerrilheira de esquerda” mudou novamente de idéia sobre os rumos da economia ou se as medidas prometidas depois da posse eram “apenas um golpe publicitário para apaziguar as agências de rating e evitar o rebaixamento da nota de crédito do Brasil para o patamar de sucata”. O Financial Times acrescenta que Joaquim Levy substituirá Dilma em Davos, “mas é sempre bom lembrar que, por mais persuasivo que ele seja, quem manda mesmo é Rousseff”.