A fritura de Meirelles

Michel Temer quer enfraquecer Henrique Meirelles.

É o que se conclui lendo o comentário de Fernando Rodrigues, no UOL:

“A sessão de ontem deixou algumas dúvidas no ar. A Fazenda era contra a flexibilização das condições oferecidas aos Estados. Em teoria, o Palácio do Planalto sustentava a posição assumida publicamente por Henrique Meirelles.

Mas se havia de fato harmonia entre Planalto e Fazenda, por que Michel Temer não telefonou para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e não fez um apelo para que o texto do acordo com os Estados fosse mantido inalterado? Não se sabe.

O fato é que Michel Temer não se empenhou ou se esforçou menos do que podia para controlar uma votação cujos resultados principais foram estes:

1) os Estados continuam sem grande pressão para fazer um ajuste fiscal.

2) Henrique Meirelles saiu derrotado e fragilizado do episódio”.

Faça o primeiro comentário