A fúria incalculável

O Banco Central fechou as contas de 2014. Dilma Rousseff, a incalculável, produziu um déficit primário de R$ 32,536 bilhões, dos quais R$ 20,5 bilhões do governo central, R$ 7,8 bilhões de estados e municípios e R$ 4,3 bilhões das estatais. Só ficaram de fora os R$ 88,6 bilhões de rombo da Petrobras.

Dilma Rousseff ainda não mandou dizer se está “enfurecida” ou não com o resultado.

Faça o primeiro comentário