A história como farsa

A disparada das ações chinesas por motivo esdrúxulo nos lembra dos riscos de credit crunch.

Nesta quarta, o People’s Bank of China divulgou em seu site um discurso do diretor Zhou Xiaochuan citando a ativação de um link direto entre as Bolsas de Shenzhen e Hong Kong.

Em resposta, o Shenzhen Composite subiu +3,3% durante o pregão.

O problema é que o discurso era de cinco meses atrás, e foi republicado por equívoco técnico.

Ninguém lembrava de já ter ouvido as palavras de Zhou.

E ainda não há nada de concreto sobre o tal link.