Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A ilusão de Esteves e a realidade da Bolsa

Cenário de crise resultou em 68 cancelamentos ou adiamentos de ofertas públicas iniciais de ações este ano, mas para o banqueiro de Guedes está tudo bem
A ilusão de Esteves e a realidade da Bolsa
SÃO PAULO, SP - 29.08.2019: LICITAÇÃO ILUMINAÇÃO PÚBLICA PORTO ALEGRE - Movimentação de pessoas durante sessão pública de leilão da iluminação da cidade de Porto Alegre na sede da Bovespa, região central de São Paulo, na manhã desta quinmta-feira (29). Foram 8 empresas interessadas com 4 classificadas para a fase final com deságios de mais de 40%. (Foto: Bruno Rocha /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1786416

O cenário de incerteza nas contas públicas e uma conjuntura de inflação e juros em alta, com risco de estagnação, levaram ao cancelamento ou adiamento de 68 ofertas públicas iniciais de ações (IPO) este ano.

Segundo o Globo, o número é superior ao de IPOs realizados, que somam 45 até agora.

“Analistas apontam que a proposta de mudança no teto de gastos na semana passada, com forte queda da Bolsa de São Paulo, a B3, e disparada do dólar, acaba de vez com o apetite das empresas para levantar recursos com uma abertura de capital, particularmente entre as de porte médio, que pretendiam captar menos de R$ 1 bilhão.”

Do total de desistências, três foram registradas na semana passada, quando a proposta de incluir alterações no teto de gastos para viabilizar o programa social Auxílio Brasil e outros gastos levou ao pedido de demissão de quatro secretários da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O Ibovespa terminou a semana com queda acumulada de 7,28%. No ano, o tombo já é de 10,69%. Só na semana passada, três novos IPOs foram abortados.

Mas para o banqueiro consultado por Paulo Guedes, Roberto Campos Neto, Arthur Lira e ministros do Supremo, está tudo bem.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....