Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"A intervenção na Petrobras foi um tapa na cara do mercado"

“A intervenção na Petrobras foi um tapa na cara do mercado”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Alexandre Schwartsman, ex-diretor do Banco Central, disse ao Estadão que há uma tendência de os investidores manterem a desconfiança elevada com o governo de Jair Bolsonaro.

Para o economista, a recente interferência do presidente na Petrobras “foi um tapa na cara” do mercado.

“Essas pessoas [os investidores] não são ingênuas, mas havia uma crença de que Bolsonaro não teria alternativa além de se curvar a Guedes.”

Schwartsman acrescentou:

“Eu via que havia um conflito potencial entre as agendas de Guedes e Bolsonaro e a pandemia acirrou essa inconsistência. A intervenção na Petrobras foi um tapa na cara do mercado.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....