A tara por cotas

O assunto é aborrecido, mas mexe com seu dinheiro.

O Brasil está tentando impedir a volta do livre-comércio com o México no setor automobilístico. Uma reportagem da Reuters diz que um carro mexicano custa a metade de um brasileiro, mais caro por causa de impostos, de gargalos em infra-estrutura e dos sindicatos. Por isso mesmo, Dilma Rousseff quer descumprir um acordo assinado no passado e manter o regime de cotas atualmente em vigor.

A tara petista por cotas é realmente abrangente: vale para a Universidade Federal de Pelotas assim como para o Nissan produzido em Cuernavaca ou para os contratos das empreiteiras na Petrobras.

Faça o primeiro comentário