Afif sobre reforma da Previdência: “Agora tem que somar votos”

Guilherme Afif, nomeado hoje assessor especial de Paulo Guedes, como registramos, disse a O Antagonista que sua missão será ajudar a equipe econômica do governo a aprovar as reformas estruturantes, principalmente a da Previdência.

“A reforma está bem lançada como proposta. Agora tem que somar votos para atingir os 308 necessários [na Câmara]. E, para isso, tem que gastar muita conversa individual.”

Ele considera “legítimas” e “factíveis de serem atendidas” algumas reivindicações de parlamentares, principalmente aquelas para “atender a base”, nos estados e municípios.

Bolsonaro Tem Até 29/3 Para Salvar a Sua Aposentadoria. Você precisa acompanhar de perto essa missão se quiser proteger seu patrimônio. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. Quando vejo aquele carinha asqueroso, nojento, demagogo tipo Randolfe subindo ao púlpito para fals suas asneiras, vejo o quanto somos atrasados intelectualmente. Mas ainda há saída: porrada no CN.

  2. Afif 22. Meu primeiro voto pra Presidente. Liberalismo na veia. Privatização, reforma do Estado, quase foi linchado pelos adversários. Era tudo palavrão na época. Cravei 22 pra vender tudo.

  3. Guilherme Afif é político. Sabe que é melhor perder uns dedos mas fazer a reforma. Só acho injusto com a história dele, o primeiro que falou em reforma da previdência no Brasil, ser só assessor

    1. O problema é que sempre perdemos as mãos, os pés e o corpo todo, quando esses canalh@s têm que votar alguma coisa importante para o país!