AGU vai recorrer de suspensão da venda da Embraer

A AGU informou que deve recorrer ainda hoje junto ao TRF-3, em São Paulo, contra a liminar que proíbe o andamento do processo de fusão entre a Embraer e a Boeing, registra o Estadão.

Ontem, ao conceder a liminar, o juiz Victorio Giuzio Neto alegou como motivos a proximidade do recesso do Judiciário e da posse de Jair Bolsonaro.

A decisão, provisória, suspende qualquer medida do conselho de administração da Embraer que permita a separação e a transferência da parte comercial da empresa brasileira para a americana Boeing.

A deputada do barulho quer ser a capitã de Bolsonaro. Leia AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 22 comentários
  1. Mais um da turma dos capas pretas querendo aparecer, já não chega a carteirada dada pelo Leviandoski? Esta turma do Judiciário precisa saber o seu lugar na sociedade. Estão nos cansando com xiliq

    1. Exatamente, fusão da Embraer com empresas estrangeiras só interessa à Nova Ordem Mundial. Temos que acabar com essa picaretagem.

  2. Com Leis ruins mas com juízes bons ainda é possível governar. Mas com Leis boas e juízes ruins , as melhores Leis não servem para nada” . Otto Von Bismarck – para RL, DT, GM e Mello

  3. Isso tem de acabar. Decisões do executivo não podem ser interrompidas nem mudadas por AGU, MP, PGR ou JUDICIÁRIO. É intromissão dum poder no outro. É preciso acabar com essa merda.