As trabucadas de Trabuco

O ministro-sênior da Fazenda, aquele que é sem ter sido, Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco, deu uma entrevista ao site da Veja, em Davos.
Ele disse que:
a) O Brasil não precisa de ajustes dramáticos
b) O mercado internacional já percebeu que as coisas aqui vão melhorar
c) O PIB em 2015 não será miraculoso
d) É preciso estabelecer um consórcio entre o mercado e o BNDES, e que os juros do banco público não podem ser tão baixos
e) Dilma Rousseff lidera as medidas econômicas que vêm sendo tomadas
f) O Brasil tem um portfólio de investimentos melhor do que os da Europa e dos Estados Unidos

Depois de ler a entrevista de Trabuco, O Antagonista afirma que:
a) O Brasil precisa de ajustes dramáticos, como o enxugamento da máquina estatal e a diminuição da intervenção do governo na economia
b) O mercado internacional já precificou o Brasil, meca do capital especulativo e comandado por um Estado morbidamente obeso
c) O PIB em 2015 será negativo
d) Os bancos privados querem esfolar também os empresários que procuram juros menores no BNDES
e) Dilma Rousseff está fula
f) Trabuco é um piadista

 O Antagonista gosta de banqueiros brasileiros tanto quanto Conan, o repórter investigativo, personagem do quadrinista Mauro Albano.


Nesse Trabuco, sim, dá para confiar

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200