Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Banco Central anuncia limite de R$ 1.000 para transferências noturnas com PIX

O objetivo é reduzir a quantidade de crimes praticados por meio da plataforma; sequestradores têm usado o sistema de pagamentos para roubar as vítimas
Banco Central anuncia limite de R$ 1.000 para transferências noturnas com PIX
Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

O Banco Central anunciou nesta sexta-feira (27) que vai impor um limite de R$ 1.000 para transferências bancárias entre pessoas físicas usando PIX feitas entre 20h e 6h. O objetivo é reduzir o número crescente de crimes praticados por meio da ferramenta. Assaltantes e sequestradores têm usado o sistema de transferências bancárias instantâneas para roubar as vítimas.

Hoje, o limite para pagamentos noturnos usa como referência o limite do cartão de débito do usuário.

Em coletiva, o BC detalhou que vai oferecer aos clientes a possibilidade de estabelecer limites transacionais diferentes para os períodos diurno e noturno, permitindo limites menores durante a noite.

Os usuários poderão reduzir os limites instantaneamente por meio do aplicativo ou aumentá-los com uma antecedência de no mínimo 24 horas.

O banco ainda pretende permitir que os usuários do PIX retenham uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite para a análise de risco da operação.

A Folha afirma que, de acordo com dados de inteligência do governo de São Paulo, somadas essas duas modalidades criminosas, desde de dezembro do ano passado foram registrados 202 crimes no estado nos quais as vítimas relataram o uso do Pix por parte dos criminosos durante o roubo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO