ACESSE

BB deve ser privatizado e virar "corporation", diz presidente

Telegram

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, voltou a defender hoje a privatização da instituição.

Como noticiamos mais cedo, ele participou de audiência pública de uma comissão mista do Congresso.

“As pessoas imaginam que o Banco do Brasil seria comprado por um grande banco estrangeiro, ou pelo Itaú ou o Bradesco, por exemplo. Não é nada disso o que está se imaginando”, disse Novaes. “O BB já tem 50% de suas ações em mãos privadas. É só vender mais um pouco e vira uma instituição privada.  É só fazer do banco uma ‘corporation’ com muitos sócios.”

“O banco será cada vez mais uma empresa de tecnologia que presta serviços e corre riscos bancários. Mas nós estamos presos às amarras do setor público. É pensando no benefício do banco que falo em privatização.”

Durante a audiência pública da comissão, o presidente do BB também falou sobre o aumento “brutal” da demanda das empresas por crédito em meio à pandemia de Covid-19. Segundo Novaes, é “impossível” atender a todos.

“O aumento que houve da demanda por crédito neste momento foi brutal. É impossível atender a toda essa demanda. Não há programa de governo que vá resolver isso”, disse.

“E não é uma demanda saudável. É uma demanda dos desesperados. Não é uma demanda para produzir, uma demanda para vender, para investir. A gente procura atenuar.”

Leia também: O temor da cassação no Planalto

Comentários

  • Jose -

    Correto, é isto mesmo, deixa a Caixa e o BNDES tocar as ações do governo e libertem o Banco do Brasil. Tudo que está nas mãos do governo agora tendem a ser compartilhadas com o CENTRÃO

  • Jose -

    Privatizar com venda de pequena fatia de capital e manter com o governo 30% 40% do capital, é passar o controle aos bancões, que já são acionistas minoritários. Se tiver que vender, que seja tudo.

  • Maria -

    Tomara que privatize logo. Aguardo também a privatização dos Correios, aquele antro de incompetência que rouba todos os produtos que enviamos de outos países.

Ler 31 comentários