Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

BC estima PIB de 4,7% em 2021; projeção é menor que a do mercado

Para o próximo ano, a expectativa é que a economia cresça 2,1%. Inflação deve ter alta de 8,5% até dezembro e de 3,7% em 2022
BC estima PIB de 4,7% em 2021; projeção é menor que a do mercado
Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

O Banco Central (BC) estima que PIB brasileiro crescerá 4,7% em 2021. A informação consta do Relatório Trimestral de Inflação divulgado há pouco. A última projeção, apresentada em junho, indicava uma alta de 4,6%. 

“A continuidade do arrefecimento da pandemia e os níveis de confiança maiores que os vigentes há três meses favorecem a recuperação da atividade e do mercado de trabalho. Em horizonte mais amplo, a normalização da cadeia de insumos industriais, mesmo que apenas gradual, também deve ter efeitos positivos sobre o crescimento”, afirmou o BC.

Apesar da melhora apresentada nos dados para o crescimento econômico, o BC está menos otimista que o mercado. No último relatório Focus, os analistas estimaram que o PIB brasileira chegará a 5,04%.

Para 2022, a situação se inverte. O BC espera alta de 2,1% e o mercado, de 1,57%. Essa é a primeira vez que a autoridade monetária divulga uma estimativa para o crescimento do próximo ano.

Para a inflação, os dados do BC são idênticos aos apresentados na ata do Copom, com projeções acima da meta. Nas contas do BC, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terá alta de 8,5% em 2021 e 3,7% no próximo ano. Para 2023, a projeção é de 3,2%.

No mercado, a expectativa é de que o IPCA terá alta de 8,45% em 2021, 4,12% no próximo ano e 3,25% em 2023.

Leia aqui a íntegra do Relatório Trimestral de Inflação.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO