Câmara inviabiliza PDV de Temer

O Programa de Demissão Voluntária (PDV) apresentado pela equipe econômica, em julho, como parte do pacote de ajuste fiscal de Michel Temer, acaba de morrer na Câmara.

A comissão mista da MP 792 retirou do texto a licença incentivada sem remuneração e a jornada reduzida. A avaliação no Palácio do Planalto é de que, sem isso, não haverá adesão ao programa.

As reais intenções de Dilma e Cuba com o programa Mais Médicos. SAIBA MAIS AQUI

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Claudio Lessa disse:

    Querem demissão voluntária? Ofereçam incentivos verdadeiramente atraentes! No meu caso, uma oferta de 3 milhões de reais líquidos, sem qualquer tipo de desconto, faria com que eu desocupasse o beco imediata e incondicionalmente! :-)

Ler comentários
  1. Sideshow Bob disse:

    Os políticos a tudo regulamentam e a tudo querem governar. Exceto seus próprios gastos e privilégios.

  2. Bruno disse:

    Não é isso que o câmara diz: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/ADMINISTRACAO-PUBLICA/547783-MP-COM-REGRAS-PARA-PDV-DE-SERVIDORES-DO-EXECUTIVO-E-APROVADA-EM-COMISSAO-MISTA.html

  3. Adri disse:

    Estranho, acabei de ler o texto final do Projeto Aprovado na Comissão e lá constam a redução de jornada e a licença sem remuneração, ambas com o incentivo que o governo estipulou na MP.

  4. Freitas disse:

    Não entendi. Licença incentivada e redução de jornada saem, mas a essência, o PDV, não permanece? Então????????

  5. zani disse:

    Cuidado, o PDV pode ser mais uma fonte de ganhar um dinheiro facil, veja essa noticia de Londrina PR.: Servidores mais antigos e com altos salarios de uma autarquia municipal de Londrina, fizeram o PDV, pegaram a grana e foram relaxar um resorts no sul, passado um tempo, eles entraram com um processo contra a empresa alegando que foram coagidos a aceitar o PDV, e por incrivel que pareça ganharam à ação. O povo vai pagar mais essa. Pode?

  6. INSISTO: FFAA ESSE "TREM" TEM JEITO? ESTÁ FALTANDO O QUÊ? disse:

    Não nos iludamos com a cifra “bilhões”.Esse estardalhaço falando em bilhões vem há pelo menos 15 anos.99% da população não consegue quantificar o valor(inclusive eu). É só conversa mole. Vamos lá: ORÇAMENTO GERAL UNIÃO 2017 R$-3.500.000.000.000(3,5 trilhões). Cortar R$-51.000.000.000(51 bilhões)= 1,50%. Cortem 20%-1o% por conta de desperdício e mordomias e 10% de reavaliação de custos, IPAM-Incentivo ao Parlamentar Moderno, IFPUM Incentivo ao Funcionário Publico Moderno=R$-700.000.000.000 (setecentos bilhões).O TITANIC já deu água. FFAA já Art.142 ou qualquer outro.STF peça ajuda ao ST Militar.

  7. Brasil = Venezuela = Cuba. Graças aos BARNABÉS do FUNCIONALISMO PÚBLICO disse:

    Parlamentares não passam de FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS! Ao lado da turma do PODER JUDICIÁRIO, são os maiores NABABOS do BRASIL! Os NABABOS jamais irão cortar na própria carne! Nem nesse governo e nem nos próximos governo! O Brasil está condenado a viver de maneira medíocre, a ter seguidos déficits previdenciários e fiscais por causa dessa gentalha! Vão tentar resolver o problema como sempre fizeram, via aumento de impostos, o que ocasionará mais fugas de capitais, de material humano para países mais amigáveis! Os investimentos e a geração de emprego e renda cairão ainda mais, o que levará a uma menor arrecadação e, consequentemente, a necessidade de mais aumento de impostos! Praticamente impossível o Brasil não virar uma Cuba ou uma enorme Venezuela!

  8. José Eduardo Garcia de Souza disse:

    Olhem, Antagonistas, não sei se já não é hora de fechar este Congresso, legislar por decreto e acabar com esta palhaçada incentivada por vocês de recusar regormas imprescindíveis para o país. Muita gente iria ficar chateada, e vocês iriam ficar mais desesperados ainda, mas que a coisa iria andar, iria...

  9. GAC disse:

    É SÓ APRESENTAR UM PROGRAMA DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DECENTE QUE APARECEM INTERESSADOS;.

  10. Luciano disse:

    Que manés do atraso. Esse programa de PDV era bom! Essa parte da jornada reduzida e licença sem vencimento era muito boa. Claramente estão querendo forçar a sede de cargos ao executivo.