Castello Branco: "Se o Brasil quer ser economia de mercado, tem de ter preços de mercado"

Castello Branco: “Se o Brasil quer ser economia de mercado, tem de ter preços de mercado”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Roberto Castello Branco, que está de saída da Petrobras após a interferência de Jair Bolsonaro na estatal, fez uma apresentação hoje a analistas do mercado sobre o resultado da empresa no quarto trimestre de 2020.

Ele defendeu que não há exagero no preço dos combustíveis, apesar dos altos impostos.

“Falo isso baseado em estatísticas com preços de 160 países. A média dos preços do País está abaixo da média global. Mesmo se corrigirmos pela renda per capita, o preços ficam ligeiramente abaixo da média global.”

E  mais:

“Petróleo é commodity cobrada em dólar, não tem como fugir. Se o Brasil quer ser uma economia de mercado, tem de ter preços de mercado.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO