ACESSE

Cintra lamenta não ter convencido Bolsonaro sobre imposto

Telegram

Um dia depois de ter sido demitido da secretaria especial da Receita Federal, Marcos Cintra lamentou o fato de não ter conseguido convencer Jair Bolsonaro da necessidade de criação de um tributo sobre transações financeiras nos moldes da antiga CPMF.

“Se o presidente repele uma medida, fica muito difícil para o ministro, para os secretários e para os técnicos avançarem com a proposta, né? Isso deflagrou todo esse processo. O presidente não está dizendo nada de novo. O presidente sempre falou isso, sempre foi contrário e também está sendo coerente com a visão que ele tem. Se esperava, evidentemente, convencê-lo da justeza da proposta, da necessidade de uma tributação como essa para viabilizar a reforma tributária. Mas não tivemos sucesso. Infelizmente não fomos suficientemente convincentes”, afirmou Cintra em entrevista à Veja.

O ex-secretário da Receita também disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, assim como o próprio Cintra, é favorável à proposta do imposto único.

“[Guedes] Defende. Defende até hoje. Sempre defendeu. Todos os jornais publicaram entrevista dele, manifestações dele…. Mas é a circunstância. As coisas acontecem não só pelo fato em si, mas é a circunstância na qual as coisas acontecem.”

A PF ESTÁ NA MIRA. SERGIO MORO TAMBÉM. Leia aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 90 comentários