Como matar e continuar matando a borboleta-azul

A economista Monica de Bolle está lançando o livro “Como matar a borboleta-azul — Uma crônica da era Dilma”, no qual analisa de maneira didática os desastres cometidos na economia pela petista.

O título do livro faz referência a um desastre ecológico ocorrido nos anos 70 — a extinção das borboletas-azuis na Inglaterra, causada por medidas tomadas para estancar a superpopulação de coelhos.

A borboleta-azul, no caso, é o Brasil. Somos nós.

Numa entrevista a O Globo, ela afirma que o atual governo continua matando a borboleta azul, por causa da taxa de juros.

Disse Monica de Bolle ao jornal:

“Quando você olha para a taxa real de juros descontada da expectativa de inflação, estamos em 8,5%. Uma coisa absolutamente fora de contexto para um país que está passando por uma situação como a atual.”

Faça o primeiro comentário