A ordem é repetir notícias positivas

O governo anunciou hoje que o conselho do PPI, comandado por Moreira Franco, “aprovou” a proposta de privatização da Eletrobras anunciada ontem.

Como se Michel Temer e Moreira Franco já não houvessem aprovado a venda da empresa antes que o jovem ministro Fernando Coelho Filho fizesse o anúncio.

Não se espantem se, amanhã Temer, for às redes sociais celebrar a futura privatização da empresa. E depois de amanhã, e depois.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Van/1 disse:

    E a ordem de vocês e' covardemente repetir negativar e negar toda e qq noticia do governo.

Ler comentários
  1. Janut disse:

    A ordem de Ali Kamel e Schroeder é para O Antabobista repetir as notícias ruins e para não desaminar por não ter conseguido derrubar o governo.

  2. Tarzan51 disse:

    E a ordem que a Globo deu ao Antagonista é repetir notícias negativas e discordar, discordar e discordar...

  3. Kalimba disse:

    A cada privatização mais oxigênio para a população além de economia de gastos com altos salários e menos corrupção. Só não entendo porque o Toffoli defende banqueiros e não libera a correção das poupanças prejudicadas por sucessivos planos econômicos sem pé nem cabeça. O STF é uma vergonha. Essas ações correm desde 2012 ou mais. Está na gaveta do cidadão petista.

  4. Leila disse:

    O Yuri tocou num ponto chave: privatização sem concorrência vira monopólio. Na minha cidade não tinha internet fibra ótica, até que uma pequena empresa resolveu investir e oferecer o serviço. Quando a Vivo tomou conhecimento, mandou de pronto 300 técnicos instalarem fios por toda a cidade e contratou dezenas de vendedores para oferecerem o serviço de casa em casa. Sendo a Vivo um monopólio, tem condição de oferecer mais velocidade por um preço menor, é claro, engoliu a pequena empresa que investiu no ramo. E como a Vivo não tem concorrente em boa parte das cidades, está "candando e agando" para seus clientes. É campeã nacional de reclamações junto ao Procon, mas pouco se lixa porque sabe que não tem concorrência à altura, e portanto, faz o que quer com os clientes.

    1. Privatizar é um primeiro passo, abrir o mercado é um segundo passo, livrar as agências reguladoras do aparelhamento político é o terceiro passo, senão os oligopólios continuarão a impor suas políticas e os péssimos serviços, independentemente dos setores privatizados, permanecerão. Continuaremos perdendo do mesmo jeito.

  5. mdBrasil disse:

    1)E preciso verificar se não ouve grande compra de ações da Eletrobras antes da divulgação da privatização desta empresa. 2)E preciso ver com é que serão pagas as aquisições das empresas privatizadas,porque se froem compradas com o dinheiro do BNDS ou dos Fundos de Pensão estaremos sendo roubados de novo.

  6. Maria disse:

    Eu sou contra privatizações porque governos corruptos quando privatizam, o povo sempre sai perdendo. A telefonia é um exemplo: o serviço de internet oferecido no Brasil é uma merd@ e os preços são absurdos.

    1. O problema é que as privatizações n o Brasil são viciadas. um jogo de cartas marcadas já programado para virar monopólio.

    2. Mas isto não é culpa e nem efeito da privatização mas sim da economia brasileira que ainda é fechada não possibilitando a entrada de outras empresas para aumentar a competitividade e assim melhorar os serviços aliada a inoperância das agências reguladoras.

  7. Yuri disse:

    Privatizar e não abrir para concorrência não vai adiantar. No Rio a Light cobra o valor que quer pois é um monopólio.

  8. Paulo Papo Reto disse:

    Acabou o dinheiro em caixa pra roubar. Aí tem que privatizar pra continuar roubando e vender tudo a preço de banana. Mas de qualquer forma tem que vender barato mesmo pois não vale mais pourra nenhuma. Rsrs