Contratações superam demissões em janeiro

O Ministério do Trabalho acaba de divulgar que, em janeiro, o Brasil criou 77.822 mil novos postos formais de trabalho.

É a primeira vez desde 2015 que as contratações superam as demissões em janeiro, além de ser o melhor resultado para o período desde 2012.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 14 comentários
  1. Mais um milagre trazido pela eleição.Quando chegar mais perto de outubro não haverá minguem desempregado o PIB terá subido 10% e a violência será Zero.
    Tudo golpe desta quadrilha de criminosos ,marginais da pior espécie que ocupam a praça dos 3 poderes.

  2. A Realidade é bem diferente , 12,2 % de desempregados ,1 em cada 8 brasileiros sem emprego, uma massa de 12,7 milhões de brasileiros desempregados.Mas para o governo estamos com a economia indo de vento em polpa.

    1. Maurício R. Pinheiro, vc deve ter algum cargo comissionado de salário alto ou é só babão mesmo, não é só eu que ver o péssimo Governo que é esse Temer, não é a tôa que ele só tem 6% de Aprovação e é Reprovado por 70% dos Brasileiros…..se chutar nos ovos de Temer pega em teu queixo, rsrsrs

    2. Começando a decolar seu covarde. Nem mesmo o nome verdadeiro põe aqui. Esse número expressivo de desempregados é culpa do seu partido no poder. É culpa daquela senhora que não conseguia junta lé com cré. É culpa daquele senhor que preferiu cortar um dedo a continuar a trabalhar. Beijinho!

  3. A Realidade é bem diferente , 12,2 % de desempregados ,1 em cada 8 brasileiros sem emprego, uma massa de 12,7 milhões de brasileiros desempregados.Mas para o governo estamos com a economia indo de vento em polpa.

  4. A Realidade é bem diferente , 12,2 % de desempregados ,1 em cada 8 brasileiros sem emprego, uma massa de 12,7 milhões de brasileiros desempregados.Mas para o governo estamos com a economia indo de vento em polpa.

  5. Papai Smurf disse: 2 de Março de 2018 às 13:24
    Muito curioso, as demissões em dezembro foram tão grandes que fizeram com que o saldo anual ficasse negativo, e os números de janeiro em todos os setores ficam positivos. Se eu fosse Ministro do Trabalho, verificaria se parte desses empregos criados representa a recontratação dos demitidos no mês anterior, sob a nova legislação (inclusive trocando empregos fixos por temporários).

  6. Muito curioso, as demissões em dezembro foram tão grandes que fizeram com que o saldo anual ficasse negativo, e os números de janeiro em todos os setores ficam positivos. Se eu fosse Ministro do Trabalho, verificaria se parte desses empregos criados representa a recontratação dos demitidos no mês anterior, sob a nova legislação (inclusive trocando empregos fixos por temporários).