Crise na Argentina afeta Brasil

Telegram

Segundo relatório da Instituição Fiscal Independente publicado pela Folha, a crise na Argentina deve influenciar a revisão do PIB do Brasil neste ano.

A Argentina é o principal destino das exportações de carros do Brasil. E as vendas de veículos leves, caminhões e ônibus em julho tiveram uma queda de 4,4% em relação ao mesmo mês do ano passado (a indústria automobilística representa cerca de 22% do PIB industrial e 4% do total).

“O setor vai apanhar mais um pouco com a crise na Argentina. Não acredito que vá representar mais que 3,5% do PIB neste ano [2018]. O impacto não é desprezível, apesar de não ser trágico”, disse Celso Grisi, professor de comércio exterior da USP.

Comentários

  • IFI -

    Um bando de malandros mamando R$ 30 mil por mês sem fazer nada de útil ao país. Mais um órgão público para empregar os amigos do rei. Brasil, um país das castas privilegiadas.

  • Flavinha -

    Recentemente, esse governo assassino retirou incentivos de determinados setores da indústria química. O impacto dessa medida em breve se fará notar na indústria da construção civil, e nos financiamentos imobiliário. O Brasil se devora, sem sequer a desculpa de uma crise econômica mundial.

  • Flavinha -

    Contudo, sacrifica toda a economia para encobrir dos investidores externos abandalheira na petrolífera.

Ler 11 comentários