Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"CVM deveria questionar Bolsonaro por declarações sobre Petrobras"

A afirmação é de Thomas Tosta de Sá, ex-presidente da autarquia; segundo ele, não cabe ao presidente da República antecipar decisões da estatal
“CVM deveria questionar Bolsonaro por declarações sobre Petrobras”
Reprodução: CODEMEC

Thomas Tosta de Sá, ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), afirmou a O Antagonista que não cabe ao presidente Jair Bolsonaro antecipar decisões da Petrobras sobre o preço dos combustíveis.

OntemJair Bolsonaro afirmou ao Poder360 que a estatal iria anunciar uma redução no preço dos combustíveis a partir desta semana. Como mostramos, a companhia informou nesta segunda-feira (6) que “não há nenhuma decisão tomada” sobre novos reajustes.

“A CVM deveria questionar o presidente [Jair Bolsonaro] por declarações sobre a Petrobras. A afirmação de Bolsonaro mostra que há uma suposta informação privilegiada. Não faz nenhum sentido o presidente fazer declarações desse tipo. Não cabe a ele fazer esse tipo de declaração. A CVM tem que analisar o impacto disso sobre o mercado”, disse Tosta de Sá.

Bolsonaro gosta de antecipar as decisões da Petrobras sobre o preço dos combustíveis. Enquanto estava na Itália, em viagem oficial no mês passado, o presidente disse que a companhia aumentaria o valor da gasolina.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....